Nota de Repúdio da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da USP

Publicado em Sociedade por em

Na manhã do dia 15 de outubro de 2015, a direção da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da USP tomou conhecimento de pichações de cunho racista que foram feitas em um dos banheiros masculinos da Unidade. Imediatamente, determinou a abertura de sindicância para apurar o ocorrido no prazo de 60 dias e encaminhou ofício à Comissão de Direitos Humanos da USP que acompanha o caso. A Procuradoria-Geral da USP, já informada sobre esse lamentável ato de racismo, também colaborará com a direção da unidade para que sejam tomadas todas as medidas cabíveis.

A direção da Unidade repudia veementemente qualquer tipo de preconceito e atos de discriminação, de qualquer natureza. Enfatiza que, em toda a sociedade e, em especial, no espaço universitário, devem prevalecer o diálogo e as discussões democráticas, sempre pautadas pelo respeito mútuo.

Atitudes como essa não constituem somente atos de racismo, o que é crime, mas um ataque à própria Universidade, uma violência à sua tradição. Como já citado pela administração central, “o desrespeito à diversidade de gênero e identidade não fazem parte da vida de uma Universidade como a USP”.

Atos abomináveis como esse nos fazem tomar medidas práticas de prevenção e correção para que não se repitam no futuro. Assim como a Universidade, a Faculdade de Direito de Ribeirão Preto também tem a convicção de que isso nos obriga a repensar políticas e práticas educativas e a promover um trabalho de reconstrução, que deve ser feito em conjunto pelas diferentes instâncias da Universidade.

Ribeirão Preto, 23 de outubro de 2015.

Prof. Dr. Umberto Celli Junior
Diretor

.