Alunos da EESC do Projeto Semente participam de evento global de programação

Publicado em Tecnologia por em

Aprender e ter acesso de uma forma divertida à programação de computadores. Foi a partir dessa ideia que os alunos do Projeto Semente da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP tiveram a iniciativa de realizar o evento global a Hora do Código no Brasil, promovido pela Code.org, no dia 2 de dezembro.

A Hora do Código é um movimento global que tem como objetivo convidar pessoas de qualquer faixa etária a participarem, durante uma hora, de uma série de desafios on-line, intuitivos e lúdicos de programação. A intenção desse movimento é desmistificar a dificuldade sobre a programação e provar que todos têm a capacidade de aprender os fundamentos básicos da computação.

O evento ocorreu com os associados do Projeto Pequeno Cidadão, implementado no Campus 1 desde 1997 em uma parceria com a empresa KPMG e que atende cerca de 220 crianças e adolescentes, com idades entre 10 e 14 anos, em complemento ao sistema público de ensino.

Os alunos foram divididos em duas turmas por faixa etária com aproximadamente 35 alunos nos períodos da manhã e da tarde, no laboratório da Seção Técnica de Informática (SCINFOR). No final todos os integrantes do evento receberam um certificado de participação.

Há um ano no Projeto Semente, André Henrique Victor da Silva, de 12 anos, foi um dos participantes da Hora do Código e um dos primeiros a finalizar as tarefas on-line. “Os jogos fazem com que a gente tenha muita atenção e pense bastante para achar a solução e chegar até o final do desafio. No começo parece ser difícil e complicado, mas não é”, afirmou.

Nessa edição, duas alunas que já tinham se envolvido em edições anteriores foram selecionadas como monitoras mirins para ajudarem os colegas com dificuldade na compreensão do desafio ou no esclarecimento de dúvidas. “Acho muito legal ensinar uma coisa que eu já fiz e aprendi, mas ao mesmo tempo é difícil explicar como fazer sem dar a resposta, tive que usar exemplos parecidos”, falou Isabelly Pereira, de 11 anos.

Um dos fundadores do projeto, Leonardo Ruli comentou que o evento vem ao encontro dos propósitos do grupo de extensão: ensinar conteúdos básicos de informática, robótica, engenharia, programação e ferramentas tecnológicas, por meio da gameficação – que é o conceito de aplicar a ideia de jogos como facilitador do aprendizado.

“Todo conhecimento adquirido por meio das ferramentas tecnológicas pode ser usado não apenas para a formação educacional, mas também para as atividades simples e cotidianas. Nesse evento, os conceitos da programação colaboram muito para aumentar o domínio das ferramentas tecnológicas e no desenvolvimento do raciocínio lógico”, explicou Ruli.

Sobre o projeto Semente

O projeto se iniciou em 2014 pela iniciativa dos alunos do curso de Engenharia de Produção da EESC, Leonardo Ruli, e Engenharia Mecânica, Adelmo Eloy, com o propósito desenvolver atividades com crianças e jovens do Projeto Pequeno Cidadão por meio de aulas de conteúdos que abrangem as áreas de engenharia, tecnologia, informática e robótica. Hoje o projeto possui cerca de 28 alunos voluntários da EESC e de outras unidades do campus da USP em São Carlos, sob a orientação de docentes.

As aulas são divididas em cinco módulos: introdução à tecnologia, pensamento computacional, desenvolvimento de produto, design thinking e oficina de projetos. Atualmente participam do projeto Semente 50 jovens que estão divididos em turmas nos períodos manhã e tarde, com aulas duas vezes na semana. A expectativa é que a partir do primeiro semestre de 2016, seja inserida mais uma turma de alunos.

Mais informações: site www.semente.eesc.usp.br, ou com Leonardo Ruli pelo telefone (16) 3373-9431 e email leonardoruli@gmail.com

.