Alunos do ensino médio experimentam como é ser um cientista em evento no IF

Publicado em Ciências, Educação por em

O Instituto de Física (IF) da USP sediará nos dias 17 e 18 de março, uma das edições brasileiras do 12º International Masterclasses. Promovida em colaboração com o Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (CERN), essa iniciativa tem como objetivo aproximar alunos do ensino médio e também alunos dos cursos de licenciatura em física ao cotidiano dos cientistas que atuam nesse importante laboratório internacional.

Foto: Divulgação/IPPOG

Durante o evento, com duração de dois dias, os alunos terão a oportunidade de aprender alguns conceitos fundamentais da Física Nuclear e de Partículas Elementares, disciplinas que estudam a constituição mais elementar da matéria. Além disso, eles poderão visitar as dependências do Laboratório Aberto de Física Nuclear do IF  e analisarão dados reais do experimento ALICE do acelerador LHC, através de um software fornecido pelo próprio CERN. Ao final, os alunos participarão de uma videoconferência global, na qual estudantes de diferentes países apresentarão os resultados da análise realizada.

Masterclasses internacionais

A cada ano mais de 10.000 estudantes do ensino médio em 47 países visitam cerca de 200 universidades e centros de pesquisa espalhados pelo mundo, a fim de desvendar os mistérios da física. Durante alguns dias, os cientistas e professores que atuam nas pesquisas em colaboração com o CERN falarão dos métodos de pesquisa e discutirão conceitos fundamentais da Física Nuclear e de Partículas Elementares. Um dos objetivos dos masterclasses é permitir a realização de medições utilizando dados reais das pesquisas e dos próprios experimentos de física de partículas do CERN. No final de cada dia, como em uma colaboração internacional de investigação, os alunos irão interagir com outros participantes de outros países e também com os pesquisadores do CERN através de videoconferência, na qual são feitas discussões e conferência dos dados.

Este programa internacional é organizado pelo TU-Dresden e pelo QuarkNet Notre Dame, no âmbito do Grupo Internacional de Física de Partículas Outreach (IPPOG). Tem o apoio técnico do CERN TI e do Fermilab TI e recebe apoio financeiro do CERN, EPS HEPP de alta energia e partículas, da Divisão de Física da Sociedade Europeia de Física, da TU Dresden, da US National Science Foundation e do Departamento de Energia do EUA.

Da Assessoria de Comunicação do IF

.