Feira de profissões divulga carreiras da USP até sábado; entrada é franca

Publicado em Educação, Institucional, Lazer e Entretenimento, Vestibular por em

A USP abre suas portas desta quinta-feira (4) até o sábado (6) para que estudantes do ensino médio conheçam mais seus cursos oferecidos. Nestes dias, das 9 às 17 horas, as quadras poliesportivas do Centro de Práticas Esportivas da USP (Cepeusp) se tornam palco para os estandes da quinta Feira de Profissões, que também contará com serviço de orientação vocacional. Para este ano, a expectativa é de que cerca de 50 mil estudantes passem pelo evento, que é gratuito.

De acordo com Maria Arminda do Nascimento Arruda, pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária da USP e coordenadora da feira, o objetivo é oferecer aos estudantes de ensino médio um suporte para conhecerem a USP e “para que possam se orientar na escolha da profissão. Se tivermos êxito nisso, com certeza já fizemos o que pretendíamos”, resume.

O público é o mais diversificado possível. Na massa de cabeças que se deslocam de um lado para o outro entre os corrredores estão desde jovens de escolas públicas até os uniformizados das particulares. Dos mais longínquos bairros da metrópole paulistana até de outros Estados. É o caso da escola dos professores Roberto Crespo Mantuani (Física) e Luisane Fagundes (História e Filosofia). Eles saíram de Dourados, Mato Grosso do Sul, às 15 horas da quarta-feira para chegar às 7 horas da quinta-feira na capital de São Paulo.

Entre as novidades da edição deste ano estão a exibição de prótipos de carros de corrida de baixos consumo e custo, feito por alunos da Escola Politécnica (Poli) e o planetário inflável trazido pelo Estação Ciência. Estão marcadas, também, as tradicionais apresentações da Bateria SA e da Rateria, grupos da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) e da Poli, respectivamente. Além disso, a oferta de orientação vocacional, feita pelo Instituto de Psicologia (IP), foi ampliada.

Nathália Gomes não perdeu a oportunidade. A tímida estudante do segundo ano de ensino médio entrou na fila para a orientação vocacional. “É para ver o que eu vou fazer, porque eu não tenho noção, não”, justifica, sorrindo.

O estande do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) é um dos mais requsitados. Os estudantes que passam se agrupam, curiosos. Lá está um pano que não queima quando lhe é ateado fogo. Guilherme de Paula, mestrando do Instituto, é um dos monitores – o que não faz a experiência do pano e, por isso, menos atarefado. Ele conta que gosta de fazer divulgação científica, e de ver os alunos curiosos. “É legal que alguns dos calouros que entraram são alunos que vêm à Feira de Profissões, conversam com a gente e depois dizem ‘ah, eu resolvi fazer porque eu vi vocês lá’. Eu acho legal essa vivência, da divulgação e de ver os resultados depois”, comenta.

Danielle Soares da Silva veio de longe também. Ela, que é aluna de Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP), participou da feira pela primeira vez em 2008, em São Carlos, e está agora em São Paulo. A graduanda aponta que as principais dúvidas dos estudantes giram em torno das semelhanças entre Enfermagem e Medicina. Muitos estudantes imaginam que o profissional de Enfermagem desempenha funções similares às de um médico. “Apesar de trabalharem no mesmo ambiente, são profissões diferentes. A gente está tentando mudar essa cultura”, esclarece.

Já no estande da Faculdade de Medicina (FMUSP), a dúvida é outra. “A gente tenta passar passar para eles que é possível entrar na USP, tanto que os alunos que estão aqui são todos oriundos de escola pública”, comenta Meire de Carvalho Antunes, organizadora do estande. “Outra coisa que eles querem saber é se depois que entram é realmente muito difícil, e se eles não vão ter mais uma vida particular. Mas a gente mostra para eles que não é assim, que não é um ‘monstro’”, complementa.

Alguns estudantes já vão para a feira certos do que querem. Assim que chegou, a sorocabana Victoria Cristine Nunes Ghiraldi foi direto ao estande da Escola de Comunicações e Artes (ECA). Ela termina o ensino médio este ano e vai prestar vestibular para Jornalismo. “É mais para a área de humanas e eu gosto de me comunicar, então eu acho que Jornalismo é a área certa”, contou a aluna ao repórter desta matéria – que também foi “entrevistado” por diversos estudantes interessados no curso de Jornalismo.

O paulistano Jonas Xavier saiu empolgado do estande da FEA. Questionado sobre o que achou, responde rápido “interessante, me instigou bastante”. Ele também termina o ensino médio neste ano e vai prestar ENEM em outubro.

Paloma de Moura desde criança quer ser advogada e procurou se informar sobre o curso nos dois estandes – da Faculdade de Direito (FD) e da Faculdade de Direito de Ribeirão Preto (FDRP) da USP. “Eu tive boas informações sobre o curso dentro dos dois estandes. Mas dá pra ver que os dois campus do Direito são diferentes”, explica.

Feira de Profissões da USP

Data: 4, 5 e 6 de agosto, das 9 às 17 horas
Endereço: Praça 2, Professor Rubião Meira, 61, Cidade Universitária.
Inscrições: são gratuitas e podem ser feitas através do telefone (11) 3091-3511 ou pelo email uspprofi@usp.br
Mais informações: (11) 3091-3513 / 3511, email uspprofi@usp.br

.