IME oferece consultoria em estatística para pesquisas acadêmicas

Publicado em Pesquisa, USP Online Destaque por em

Pesquisadores que precisam de análises estatísticas para seus estudos podem contar com a ajuda de professores e alunos do Instituto de Matemática de Estatística (IME) da USP, através dos serviços oferecidos pelo Centro de Estatística Aplicada (CEA). Criado na década de 1970 a fim de dar treinamento prático aos alunos do curso de estatística e atender à demanda de pesquisadores, o centro disponibiliza dois tipos de atendimento: consultas e elaboração de projetos.

Atualmente o CEA auxilia na elaboração de 17 projetos de pesquisa, cada um conduzido por um ou dois alunos, um docente supervisor e outros dois revisores, além das consultas semanais. O recebimento de propostas acontece o ano todo, sendo que a seleção dos projetos é realizada no início de cada semestre.

“Escolhemos os trabalhos que podem ser realizados dentro de um semestre”, explica o diretor científico do CEA, Julio da Motta Singer. Isto porque o centro serve de apoio à duas disciplinas obrigatórias semestrais do último ano de Estatística.

Complemento prático

O fato da matéria ser obrigatória, no entanto, não é o motivo maior da participação de Jo Emanuel Yen, mas sim a possibilidade de atuação na prática. “Passamos três anos estudando bastante a teoria, bastante mesmo. E acho que aprendo muito mais aqui do que na sala”, comenta o estudante, que reconhece ser essencial a base teórica, mas prefere colocar a mão na massa.

Ele e a colega Yue Ding estão envolvidos com uma pesquisa da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), sob a supervisão de Singer. Para Yue a diferença entre o campo hipotético das aulas e a realidade é o que mais está marcando a experiência, principalmente na fase inicial, de coleta de dados. “Geralmente nas disciplinas o professor dá o banco de dados ‘todo bonitinho’ para fazermos os exercícios, enquanto no CEA ele é sempre enorme e bem mais bagunçado”, diz a aluna.

Os números nas teses

A pesquisa da FMUSP na qual alunos e professor estão trabalhando faz parte do doutorado de Denise Brandão de Assis, sob orientação de Anna Sara Levin. O tema é o impacto de medidas de intervenção na redução de infecção de corrente sanguínea associada a cateter venoso central em Unidades de Tratamento Intensivo no Estado de São Paulo.

O estudo vem se desenvolvendo desde 2010. Antes de trabalhar intensivamente este semestre com o atendimento do CEA na modalidade projeto, a pesquisadora já havia feito quatro consultas com o grupo do IME. Isso porque o peso da estatística em seu trabalho, como ela mesma define, é enorme. “A generalização dos resultados vai guiar o que será feito no estado todo, por isso precisávamos de uma amostra de hospitais que representassem um conjunto maior” explica Anna, uma vez que a pesquisa tem finalidade de uma posterior intervenção prática, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

O trabalho com o CEA está na etapa final, com um modelo estatístico quase na fase final de construção e alguns resultados numéricos que surpreenderam as pesquisadoras. Ao final da reunião, Denise disse que vai rever alguns dados e adicionar outros importantes, como a influência da higienização com álcool nos hospitais. No modelo, esse dado não foi estatisticamente significativo, mas será utilizado no final por ter importância médica, “até para justificar caso não tenha influência [na taxa de infecção]”, finaliza a doutoranda.

Singer complementa dizendo que “ser estatisticamente significativo não quer dizer que seja significativo na prática”, por isso é importante a comunicação entre os dois lados. “A parte mais difícil da estatística é entender o problema” afirma o professor, enquanto volta-se para a pesquisadora: “É importante você entender cada variável que entra no modelo. Você não tem que entender como foi feita essa conta, mas por que ela foi feita”.

Serviço

As inscrições para ambas as modalidades de atendimento (consulta avulsa e projeto) custam R$ 20,00 e devem ser feitas na secretaria do CEA, que fica na sala 214 do Bloco A do IME. Para elaboração de projeto, há um processo de triagem, e, caso escolhido, um custo adicional de R$ 50,00.

O serviço é aberto também para participação da comunidade externa à USP. Mais informações no site http://www.ime.usp.br/~cea.

.