Trabalho do Centrinho é um dos vencedores do Prêmio Saúde 2012

Publicado em Saúde por em

Da Assessoria de Imprensa do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniocefálicas

Um trabalho do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (também conhecido como Centrinho) e da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP, campus de Bauru, foi vencedor do prêmio Saúde 2012, da  Editora Abril, na categoria Saúde Bucal. A prótese de palato para correção de problemas de fala desenvolvida por pesquisadores da USP dividiu o prêmio, por empate, com um trabalho sobre combate à fluorose, realizado por estudiosos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O resultado final foi anunciado no último dia 29 de novembro, durante a cerimônia de premiação, realizada no Memorial da América Latina, em São Paulo.

O objetivo do prêmio é valorizar, incentivar e divulgar campanhas de prevenção e educação, trabalhos clínicos ou da área cirúrgica e outras ações que tenham contribuído para melhorar a saúde e a qualidade de vida dos brasileiros. Ao todo, mais de 450 trabalhos foram inscritos nas sete categorias, que tiveram três finalistas cada. As etapas de seleção incluíram avaliações da equipe da revista SAÚDE e de uma comissão julgadora composta por renomados profissionais de saúde, além de votação do público pela internet. Entre os critérios utilizados para avaliação dos trabalhos estão o impacto na saúde dos brasileiros ou de determinada comunidade, a educação da população para a prevenção de doenças ou busca de tratamento adequado, a originalidade da pesquisa com resultados inéditos ou uso inovador de conhecimentos já existentes, além do uso de novas tecnologias.

Reconhecimento

O trabalho da USP tem autoria de Maria Inês Pegoraro-Krook, presidente da Comissão de Pesquisa do Centrinho e docente da FOB; Jeniffer de Cássia Rillo Dutka, presidente da Comissão de Telessaúde do Hospital e docente da Faculdade; Raquel Rodrigues Rosa, fonoaudióloga da FOB; Homero Carneiro Aferri e Mônica Moraes Waldemarin Lopes, cirurgiões-dentistas do Centrinho; Melina Evangelista Whitaker e Josiane Fernandes Denardi Alves Neves, fonoaudiólogas do Hospital; e Olívia Mesquita Vieira de Souza, doutoranda do Centrinho e fonoaudióloga.

“Esse prêmio é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido há mais de duas décadas na área de prótese de palato pela equipe do Centrinho-USP”, afirma Maria Inês Pegoraro-Krook. “E um grande incentivador desse trabalho foi o Dr. Gastão (José Alberto de Souza Freitas, ex-superintendente do Centrinho, aposentado desde maio deste ano)”.

Prótese de Palato

A prótese de palato consiste num aparelho ortodôntico removível, que possui uma extensão fixa em direção à rinofaringe (garganta), o bulbo, cuja função é atuar dinâmica e funcionalmente em interação com a musculatura da faringe, no controle de fluxo de ar oronasal. É indicada para alguns casos específicos de pacientes nascidos com fissura palatina, visando respeitar o crescimento craniofacial e facilitar o tratamento. Para saber mais sobre prótese de palato, acesse o site do Centrinho.

Mais informações: site www.centrinho.usp.br

.