Comunicação e Educação – uma ‘história de amor’ que virou curso (e curta)

Publicado em Educação, USP Online Destaque por em

No último dia 11 de março, aconteceu na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP a estreia do curta-metragem Educomunicação: O Nascimento. A produção do filme foi feita pela primeira turma de Pós-Graduação de Especialização em Educomunicação, sob a supervisão de Ariane Porto, professora da disciplina Práticas em Audiovisual.

Educomunicação: O Nascimento tem como enredo a história de amor de dois personagens alegóricos, a Comunicação e a Educação, e começa pelo fim da história, quando o casal vai registrar o nome de seu filho, Educomunicação. É nessa cena que é feita, pelo funcionário do cartório, a pergunta que circunda a área da Educomunicação e que dá origem ao curta: “‘Edu’ o quê?!”.

Michele Pereira, uma das diretoras do filme e aluna da turma de Pós-graduação, disse na estreia que “a pergunta ‘O que é Educomunicação?’ era muito recorrente no curso”. Sendo assim, eles decidiram inventar uma história para ilustrar, de forma ficcional, como surgiu a Educomunicação. “É uma historinha de um casamento, da junção entre a Educação e a Comunicação. Foi daí que nasceu a Educomunicação”, complementa Michele.

O filme, de aproximadamente 11 minutos, mostra a Educação e a Comunicação trabalhando em conjunto, dando aulas para crianças de uma ONG. Visto que o curta visa ser um tipo de material que possa ser utilizado em escolas, universidades, entidades e instituições – como também possui a meta de motivar os novos estudantes do campo da Educomunicação -, toda a sua produção foi feita voltada para um público mais jovem.

“A gente tentou utilizar uma linguagem bem jovem, principalmente porque os alunos que fazem o curso de Educomunicação, seja ele de Especialização ou de Licenciatura, são mais ou menos dessa faixa etária”, colocou Delcimar Bessa, também aluno de Pós-graduação e integrante do elenco.

A gente tentou utilizar uma linguagem bem jovem, principalmente porque os alunos que fazem o curso de Educomunicação são mais ou menos dessa faixa etária.

Mostra-se interessante destacar que todas as locações do filme tiveram espaço dentro da USP. Os alunos filmaram algumas cenas dentro da biblioteca da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), fizeram a cena do casamento na parte externa dessa mesma biblioteca, e um prédio da ECA foi utilizado para simular um hospital em algumas cenas. “A gente foi adaptando a USP para os cenários que a gente precisava”, comenta Michele.

Participou de toda a produção do curta um total de 27 pessoas – entre alunos, ex-alunos e colaboradores. De modo que, na estreia, alguns alunos comentaram que a construção e realização do projeto que compôs o curta-metragem viabilizou uma compreensão maior da relação entre Comunicação e Educação. “Foi durante o processo [de produção do curta] que a gente aprendeu o que Educomunicação” resume Marta Russo, também diretora do curta e aluna da Pós-graduação.

O filme contou também com a participação especial do professor Ismar de Oliveira Soares, que faz, ao fim do vídeo, uma breve análise de todo o projeto e de sua relevância para esse campo do conhecimento. Na estreia, o professor comentou que estão se multiplicando os encontros de Educomunicação pelo mundo, e acrescentou: “esse vídeo vai correr o Brasil”.

Ainda no evento, durante o momento aberto a comentários dos envolvidos na produção, Ariane Porto, professora supervisora, falou sobre o processo de idealização do projeto. “O que eu acho que foi muito bacana foram as  ideias. Quando começamos a falar sobre o tema, surgiram algumas maravilhosas. Ideias que precisam continuar. Elas não podem ir pra gaveta, vão encontrar ainda o seu espaço de viabilização”.

Assista ao curta-metragem na íntegra logo abaixo:

Mais informações: http://www.eduoque.wordpress.com

.