Filmes de alunos da ECA são exibidos em evento audiovisual na França

Publicado em Cultura por em

Flávia Luz Oliveira / Laboratório Agência de Comunicação

O Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR), da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, participou da vigésima sétima edição da Corrida Audiovisuelle, que ocorreu entre os dias 25 e 29 de março, no cinema da École Supérieure d’Audiovisuel da Université de Toulouse II – Le Mirail (ESAV), na França.

A corrida audiovisual é uma reunião anual entre escolas de cinema do mundo todo, a fim de trocar informações sobre práticas de ensino e abordagens cinematográficas e culturais. Não é uma competição, mas sim uma oportunidade de troca das realizações de cada Escola, cujas produções são ainda experimentais. A cada ano, a ESAV convida cerca de dez Escolas, representadas por seu diretor ou um de seus professores, e um estudante, para uma semana inteira de sessões e debates. A ECA foi representada pelo professor Cristian da Silva Borges, do CTR, e pelo aluno André Dib.

As seguintes escolas foram também convidadas para o evento deste ano: Facultad de Arquitectura, Diseño y Urbanismo (FADU) da Universidad de Buenos Aires (UBA), Argentina; Escuela Nacional de Experimentación y Realización Cinematográfica (ENERC), Argentina; Escuela Internacional de Cine y TV de San Antonio de los Baños (EICTV), Cuba; e Louis Lumière, França.

Na frente das outras escolas e de um grande público, a delegação apresenta uma seleção de seus trabalhos. Cada escola apresentou cerca de 1h30 da produção de seus alunos. O CTR apresentou 8 filmes: Sinfonia (Réal. Bia CELANI, Luis NOGUEIRA, Nicollas OTI. 4’45. 2012); Devir (Réal. Eduardo AZEVEDO. 10’. 2010); Circuito fechado (Réal. Nicol Alexander. 14’. 2011); A galinha que burlou o sistema (Réal. Quico MEIRELLES. 15’. 2012); Caos (Réal. Matheus GOMIDE, Anders RINALDI. 5’. 2011); Última vez (Réal. Gabriel RUFATTO. 10’35. 2009); Cão (Réal. Íris JUNGES. 19’. 2011); e O fim do filme (Réal. André DIB KAWANA. 15’. 2012).

Segundo o professor Cristian Borges, as projeções dos filmes da ECA foram um grande sucesso no evento. “O público presente ficou impressionado com a qualidade e a variedade de nossa produção e com a leveza e vivacidade do nosso cinema. Além da parte técnica e da construção narrativa, uma das coisas que mais impressionou o público presente foi a direção de atores.”

A participação da ECA nesse evento, segundo o professor, foi duplamente importante: “Por um lado, para mostrar aos colegas de outros países a qualidade e a vivacidade da produção de nossos alunos; por outro, para percebermos que nossa produção, apesar de todos os problemas e deficiências que possamos encontrar pelo caminho, demonstra, quando em contato com a produção de outras escolas, uma riqueza e uma variedade inquestionáveis que devem, a meu ver, continuar sendo estimuladas”.

Mais informações: site www.eca.usp.br

.