Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” completa 112 anos

Publicado em Institucional por em

Alicia Nascimento Aguiar/ Assessoria de Comunicação da Esalq

A mais tradicional das Escolas de Agricultura do País, que completa 112 anos em 2013, surgiu de uma forma diferente de outras instituições de ensino. Luiz Vicente de Souza Queiroz, aos 24 anos, prospectou o que hoje é a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq). Em 1892, doou ao Governo do Estado de São Paulo, a Fazenda São João da Montanha, em Piracicaba (SP), para que nela fosse estabelecida uma escola de ensino agrícola. Entre 1901, quando a Escola Agrícola Prática São João da Montanha foi inaugurada, até 1934, fez parte da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo. A partir de então, passou a integrar a Universidade de São Paulo (USP), como uma de suas unidades fundadoras, já com a denominação que recebeu em 1931, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, em homenagem ao seu idealizador.

Ao longo de sua existência, aliando tradição com inovação, a Esalq foi ampliando seus campos de atuação. Além da área de ciências agrárias, atua nas áreas de ciências ambientais e ciências sociais aplicadas. Considerada um centro de excelência, forma profissionais reconhecidos pela capacidade técnico-científica, comprometidos com as demandas da sociedade e com sólidos fundamentos obtidos por meio da pesquisa avançada e tecnológica, geradas para atender as necessidades do País.

Pesquisa

A Esalq é referência nas áreas de pesquisa de Bioenergia e Biocombustíveis (etanol e biodiesel), contando com docentes e pesquisadores que atuam com cana-de-açúcar, oleaginosas (soja, algodão) e espécies florestais, nas diferentes áreas do setor, como por exemplo, tecnologias de cultivo, manejo e adubação dos solos, irrigação e manejo da água, engenharia agrícola de precisão (GPS), manejo e controle de pestes, zoneamento ecológico e preservação ambiental, controle e diminuição da emissão de gases com efeito estufa, economia / logística / sociologia da produção, biotecnologia / genômica / transgenia / marcadores moleculares, processos químico / biológico / industrial da fermentação, produção de etanol a partir de sacarose (1ª.geração) e de celulose (2ª. geração), análises do teor e qualidade (composição de ácidos graxos) de óleo e melhoramento genético de soja para produção de biodiesel.

Com o objetivo de estimular a integração de pesquisadores da área de bioenergia, foi lançado em 2011 o Núcleo de Apoio à Pesquisa em Bioenergia e Sustentabilidade (NAPBS). Esse núcleo reúne diversas linhas de pesquisa, num contexto institucional único, admitindo inter e transdisciplinaridade. Já no Centro de Genômica Funcional Aplicado à Agropecuária e Agroenergia estão agregados laboratórios que podem ser utilizados por pesquisadores da área. Outras duas iniciativas desenvolvidas na ESALQ envolvem pesquisadores nas áreas de Entomologia e Engenharia de Biossistemas. Desde 2008, funcionam na escola o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) de Semioquímicos na Agricultura e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia – Engenharia da Irrigação (INCT-EI).

Cultura e Extensão

A partir de atividades de cultura e extensão, a Esalq apresenta iniciativas das mais diversas que oportunizam o diálogo com a sociedade. A vida cultural e as atividades de extensão na USP/ESALQ revelam possibilidades aos discentes de protagonizarem ações de divulgação artística e de aprofundamento do repertório adquirido no curso.

Os grupos estáveis Coral Luiz de Queiroz, Grupo Vocal Luiz de Queiroz e Orquestra Esalq movimentam a vida cultural no Campus e também levam a cultura aqui formatada para fora do ambiente acadêmico. Localmente, o Teatro da Universidade de São Paulo (Tusp) também atua como polo gerador de cultura e tem por objetivos difundir e divulgar as artes cênicas, estimular a criação e o desenvolvimento de grupos teatrais universitários e propiciar a integração entre comunidade interna e externa da Universidade.

No que se refere à Extensão, a Esalq conta com a Casa do Produtor Rural, um centro de disseminação dos conhecimentos gerados na Escola que atinge diretamente o pequeno agricultor e a sociedade como um todo. Trata-se de um centro de atendimento que presta orientação técnica gratuita aos produtores rurais sobre as diferentes áreas de atividade agropecuária, de forma integrada com professores, departamentos, grupos de extensão, biblioteca da Escola e parceiros.

Mais informações: site www.esalq.usp.br

Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” completa 112 anos
Editoria: Institucional - Autor: - Data: 3 de junho de 2013

Palavras chave: , , ,

.