Projeto do ICMC recebe investimento de meio milhão

Publicado em Pesquisa por em

Da Assessoria de Comunicação do ICMC

A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade de São Paulo (USP) divulgou na última quarta-feira, 29 de maio, a relação dos projetos aprovados na segunda edição do Programa Pró-Inovação no Ensino Prático de Graduação (Pró-Inovalab). Dentre os 32 projetos contemplados, está o InovaEnComp – Uma proposta inovadora para o ensino prático e multidisciplinar de computação, submetido em 2012 pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC), do campus de São Carlos. O projeto receberá um investimento de R$ 500 mil, com previsão de execução para 18 meses. Os recursos poderão ser aplicados na aquisição e manutenção de equipamentos, material bibliográfico, pequenas reformas, material de consumo, softwares, serviços de terceiros, realização de seminários e viagens.

O projeto, coordenado pelos docentes Seiji Isotani, do Departamento de Sistemas de Computação, e Renata Pontin Fortes, do Departamento de Ciências de Computação, busca superar as duas principais dificuldades enfrentadas pelos cursos de tecnologia: a falta de recursos tecnológicos de apoio ao ensino e a escassez de práticas pedagógicas que utilizam efetivamente a tecnologia no ensino. No caso do ICMC, o programa irá atender diretamente os cursos de Ciências de Computação, Sistemas de Informação e Engenharia de Computação. “Para atender à rápida evolução na área de computação é necessário inovar os métodos pedagógicos de auxiliar os alunos a adquirirem conhecimentos teóricos e práticos em um ambiente multidisciplinar onde é possível praticar suas habilidades em problemas reais. Dessa forma, os profissionais formados terão maior habilidade de inserção no mercado tanto nas empresas quanto na academia.”, afirmou Isotani.

Serão contempladas três área de atuação: o uso de experimentos baseados na robótica e no uso de robôs simples para a fixação de conceitos de computação aprendidos nas salas de aulas; a inovação das técnicas de ensino em aulas práticas, por meio do desenvolvimento de um projeto transdisciplinar de um processador a ser construído de maneira incremental nos laboratórios do ICMC, integrando alunos de graduação e de pós-graduação; e o ensino prático de programação paralela com utilização de GPUs (Graphical Processing Units), permitindo que os alunos desenvolvam atividades em um ambiente híbrido, estudando diferentes problemas do mundo real.

Para o coordenador, o projeto permitirá a realização de atividades com valor científico e social que serão fundamentais para a formação de profissionais mais qualificados. “Através deste projeto será possível imergir o aluno no conteúdo com o apoio de tecnologias e um ambiente de desenvolvimento e pesquisa que viabilizam o aprendizado cadenciado e mais duradouro. Além de melhorar o rendimento e a motivação dos alunos, acredita-se que será possível diminuir consideravelmente a evasão nos cursos do ICMC”, concluiu.

Além dos coordenadores, participam dos sub-projetos os seguintes docentes do ICMC: André Ponce de Leon Carvalho, Eduardo Simões, Ellen Francine Barbosa, Julio Estrella, Onofre Trindade Junior e Roseli Francelin Romero.

Sobre o Pró-Inovalab

O Pró-Inovalab é um programa da Pró-Reitoria de Graduação da USP, criado em 2011, e que tem como objetivo apoiar projetos para instalação de laboratórios destinados às aulas práticas inovadoras. As propostas são analisadas por uma comissão, que utiliza como critério a qualidade do projeto, seu caráter inovador e suas contribuições para o avanço do conhecimento na área. O edital de 2012 contou com um montante total de R$ 10 milhões, distribuídos entre 32 projetos de 25 Unidades da USP.

A pró-reitora de graduação da USP, Telma Zorn, espera que o programa desenvolva a integração da teoria com a prática, agregue professores e disciplinas e ofereça aos estudantes a oportunidade de produzir conhecimentos novos. “Espera-se que essa iniciativa inovadora estimule o corpo docente da Universidade a refletir sobre o ensino de graduação de suas Unidades e, consequentemente, a melhorá-lo, com fundamento em atividades sólidas e cientificamente relevantes”, afirmou.

Mais informações: site www.icmc.usp.br

.