Ambulatório de Oncogeriatria do HCFMRP completa cinco meses de funcionamento

Publicado em Saúde por em

Da Assessoria imprensa do HCFMRP

Proporcionar um atendimento especializado e individualizado aos idosos com câncer. Esse é o objetivo do Ambulatório de Oncogeriatria que funciona no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (HCFMRP) da USP, sob a coordenação dos professores Fernanda Maris Peria, da Divisão de Oncologia, e Eduardo Ferriolli, da Divisão de Geriatria, ambos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP. Em cinco meses de funcionamento, o Ambulatório de Oncogeriatria do HC realizou 66 atendimentos, em 25 mulheres e 41 homens, com mais de 65 anos.

Além do ICESP, em São Paulo, a oncogeriatria do HCFMRP é o único serviço no SUS que oferece essa modalidade de atendimento.

A oncogeriatria consiste na atuação conjunta de médicos oncologistas junto com médicos geriatras para avaliar a condição geral de saúde dos idosos que apresentam diagnóstico de câncer. O envelhecimento da população e o aumento da incidência de câncer em pacientes idosos criam a necessidade de um novo profissional, que alie conhecimentos em oncologia e geriatria.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), é exatamente a parcela mais velha a mais atingida pelo câncer. Estima-se que 60% dos pacientes oncológicos no país tenham 65 anos ou mais e que 70% das mortes decorrentes da doença ocorram nessa fase da vida.

Para o tratamento do idoso, a equipe médica multidisciplinar usa instrumentos de avaliação clínica que abordam vários aspectos da vida, como avaliação geriátrica que avalia as condições funcionais desses pacientes em relação a suas atividades básicas da vida diária, a coexistência de várias doenças, o uso de medicamentos, além das condições nutricionais, sociais e psicológicas. De acordo com o perfil individual de cada paciente e sua doença oncológica, elabora-se o plano de tratamento.

A avaliação médica conjunta da equipe de oncologia e de geriatria tem como objetivo identificar os indivíduos vulneráveis, com baixa sobrevida e capacidade funcional, que poderiam não tolerar o tratamento oncológico e também identificar os fatores de riscos (sociais e patológicos) reversíveis, que, após intervenções adequadas, permitiriam que o paciente prosseguisse com o tratamento oncológico indicado.

O Ambulatório de Oncogeriatria funciona às quintas-feiras, no período da manhã, no corredor dos ambulatórios do HCFMRP. As consultas estão disponíveis para todos os pacientes acima de 65 anos que já possuem seguimento no serviço de oncologia do hospital.

Mais informações: (16) 3602-5389

.