Campus de Ribeirão Preto implanta Programa de Atendimento às Emergências Médicas

Publicado em Saúde por em

Da Agência USP de Notícias

O campus de Ribeirão Preto da USP criou uma comissão, com integrantes de todas as unidades e de órgãos de apoio, para a implantação de um Programa de Atendimento às Emergências Médicas. O projeto inicial foi desenvolvido pelo professor Antônio Pazin, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

A proposta é a implementação gradual e progressiva de estrutura, capacitação e integração das entidades envolvidas e a melhoria dos primeiros-socorros, tanto a paradas cardiorrespiratórias quanto a quaisquer outras emergências que venham ocorrer no campus.

Os ramais telefônicos do campus, que antes não faziam chamadas para serviços de emergência, tiveram sua programação alterada e passaram a fazer essas ligações. Basta discar *0192 para acionar o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), *0193 para os Bombeiros e *0190 Polícia Militar.

Desde final da década passada o campus já contava com um desfibrilador externo automático, que fica na Guarda Universitária, estrategicamente escolhida por funcionar 24 horas. Os funcionários do setor receberam treinamento de primeiros socorros. A ideia agora é investir na aquisição de outros 38 desfibriladores e promover treinamentos em massa, tanto para os funcionários da Guarda Universitária e de outros setores, como para alunos e professores.

O grupo também pretende sugerir a criação de disciplinas optativas de emergências médicas nas várias Unidades. Em parceria com o Centro de Informática de Ribeirão Preto (CIRP) o projeto prevê a criação de um sistema de alerta via internet, onde os usuários das páginas institucionais receberão instruções de ação perante situações de risco.

O projeto também visa a compra de um carro ambulância e a formação, nas unidades, de brigadistas de emergência para serem referências em primeiros socorros, de modo especial às paradas cardiorrespiratórias.

Mais informações: (16) 3602-3509

.