FOB ganha “Prêmio Edward H. Hatton – Unilever Travel Award”

Publicado em Institucional, Saúde por em

Luís Victorelli / Assessoria de Comunicação Campus de Bauru

Pesquisa na área de Periodontia recebe o Prêmio Edward H. Hatton – Unilever Travel Award, um dos mais importantes da pesquisa odontológica no contexto internacional.  A premiação foi concedida ao pós-doutorando Carlos Eduardo Palanch Repeke, do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB), sob orientação do professor Gustavo Pompermaier Garlet.

Com o título Moléculas co-estimulatórias de osteoclastos na periodontite: Envolvimento do eixo Ig/FcRgama na patogênese da doença periodontal humana e experimental o trabalho teve atuação destacada na 30ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica (SBPqO), em Águas de Lindóia, em setembro de 2013.

“É uma satisfação trazer o prêmio Edward H. Hatton para a FOB, e para a Disciplina de Histologia, um local agradável que nos possibilita trabalhar com qualidade”, diz o premiado. Como resultado, Repeke representará o Brasil na International Association for Dental Research (IADR), que ocorre durante a 92nd General Session & Exhibition, na Cidade do Cabo (África do Sul), em junho de 2014. Evento que proporciona visibilidade à qualidade dos trabalhos desenvolvidos pelas faculdades de Odontologia.

No trabalho, Repeke, Garlet e colaboradores avaliaram o papel de moléculas co-estimulatórias de osteoclastos no desenvolvimento das doenças periodontais, demonstrando mecanismos moleculares envolvidos no processo de diferenciação de osteoclastos e na consequente reabsorção óssea no contexto da doença periodontal.

O conhecimento pesquisado, segundo os autores, pode servir de base para o desenvolvimento de novas terapias no combate da doença periodontal, uma das patologias orais mais frequentes na população mundial; assim como de outras patologias ósseas de grande prevalência, como a artrite reumatóide. Todo o projeto foi realizado no Brasil com apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O professor Garlet destaca que a premiação completa um ciclo interessante, uma vez que foi agraciado com o mesmo prêmio Edward H. Hatton no congresso da SBPqO, em 2003, na época como aluno de Doutorado; e dez anos depois, teve a honra de uma nova premiação agora como orientador do trabalho laureado.

Mais informações: site www.esalq.usp.br

.