Mostra pelos 20 Anos de Cinusp prossegue até dia 27 no Maria Antonia

Publicado em Cultura, USP Online Destaque por em

Sofia Calabria/ Jornal da USP

Foto: Francisco Emolo  Lygia Fagundes Telles e João Alexandre Barbosa na inauguração do Cinusp
Foto: Francisco Emolo
Lygia Fagundes Telles e João Alexandre Barbosa na inauguração do Cinusp

Com 20 anos completados no último domingo (13), o Cinusp Paulo Emílio tornou-se um adulto feito. Fundado em 1993 pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, o cinema, localizado no Favo 4 das Colmeias, vem contando muitas histórias ao longo dessas duas décadas. Sua inauguração teve a presença de nomes como os escritores João Alexandre Barbosa e Lygia Fagundes Telles, o médico e professor Ruy Laurenti e o então reitor da universidade Roberto Leal Lobo e Silva, além de outros convidados. Para celebrar o aniversário, está em cartaz uma mostra que reúne 20 importantes filmes produzidos durante esse período. Além disso, o Cinusp traz novidades para a 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Esta sexta-feira (18) é o último dia de sessões da mostra 20 Anos de Cinusp na Cidade Universitária, mas o evento segue até 27 de outubro no Centro Universitário Maria Antonia.

Com curadoria realizada por Marcos Kurtinaitis e Mariani Ohno, a mostra traz 20 filmes que, juntos, mostram a diversidade cinematográfica que surgiu no mundo durante o tempo de atividade do Cinusp. Um dos critérios estabelecidos foi escolher filmes de

Foto: Divulgação   A Maçã
Foto: Divulgação
Cena do filme iraniano A Maçã

nacionalidades diferentes para reafirmar a pluralidade do cinema  contemporâneo e as temáticas variadas que traçam um retrato das várias  culturas. “Decidimos também colocar filmes de diretores que se consagraram  e entraram na história do cinema nesses últimos 20 anos. Privilegiamos filmes  que não foram tão vistos no circuito de cinema no Brasil, que não circularam  no circuito comercial”, comenta Mariani Ohno.

Nestes últimos dias de evento, o cinema iraniano é representado por A Maçã. O filme é dirigido por uma mulher – Samira Makhmalbaf – o    que, para a cultura do país, se configura como algo novo. A cineasta conta  uma história baseada em fatos reais, na qual duas meninas são mantidas em  cativeiro pelo pai por 11 anos. O curioso – e bizarro – é que a própria família    atua no filme, o que o faz documentário e ficção ao mesmo tempo. Já no    italiano Reality – A Grande Ilusão, a sociedade do espetáculo e a febre dos  reality shows é apresentada de forma crítica. O filme, do diretor Matteo Garrone (Gomorra), tem como foco uma família cujo pai vê no “Grande Fratello” (versão italiana do “Big Brother”) a solução para a crise pela qual  passam.

Duas décadas de história

Hoje dirigido pela professora Esther Império Hamburger, o Cinusp esteve por cerca de 15 anos sob direção da professora Maria Dora Mourão e durante todo seu período de atividade vem se consolidando como grande difusor do cinema mundial, a fim de ampliar o diálogo da sétima arte não só com a Universidade, mas com a sociedade – uma vez que é aberto a todos. “O Cinusp está voltado à diversificação do repertório cinematográfico da comunidade universitária e do público em geral com a exibição de filmes pouco acessíveis no circuito normal de exibição”, diz Esther.

Foto: Divulgação  Reality - A Grande Ilusão
Foto: Divulgação
Reality – A Grande Ilusão, de Matteo Garrone

O Cinusp já contabilizou diversas parcerias firmadas: Cinemateca, Centro Cultural Banco do Brasil e eventos como o Festival de Cinema Universitário, Festival de Cinema Latino-Americano e o Festival É Tudo Verdade.

Uma das parcerias mais conhecidas é com a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Para a recepção da sua 37ª edição, a professora mencionou que estão programadas sessões na Biblioteca Mindlin, para as quais planeja-se instalar uma tela maior e um projetor 4K (que oferece altíssima resolução de imagem). “A ideia é ser experimental na programação, mas também no que se refere à qualidade da sala de projeção, rara no cinema dos tempos que correm.” No dia de estreia do Cinusp na mostra (próxima segunda, 21), serão exibidos no Auditório Mindlin os filme iranianos Paat (19h), de Amir Toodeh Roosta, e Peixe & Gato (21h), de Shahram Mokri. No Favo 4 será exibido o alemão A Represa (16h), de Thomas Sieben.

Questionada sobre os avanços e conquistas do Cinusp ao longo dos anos, Esther comentou sobre o espírito universitário da sala de cinema e a constante procura pela diversidade, tanto por meio dos filmes em si quanto pelos debates frequentemente promovidos após as sessões. “A ideia é expressar a pesquisa e as discussões feitas na preparação de certas mostras. Fizemos até hoje quatro números, dedicados respectivamente ao cineasta Robert Bresson, à Machinima (modalidade de produção de vídeos que utiliza ambientes digitais, como videogames), a Jonas Mekas e a Quentin Tarantino. O próximo volume acompanha a Mostra Black Wave de cinema iugoslavo, que faremos em novembro. Esses volumes contribuem para adensar a bibliografia especializada, na medida em que trazem textos relevantes traduzidos, textos de professores e críticos brasileiros e de alunos de graduação e pós-graduação engajados na curadoria.”

Foto: Francisco Emolo  Sala do Favo 4 no dia da inauguração
Foto: Francisco Emolo
Sala do Favo 4 no dia da inauguração, em 1993

Além da trajetória dentro da Cidade Universitária, as exibições de filmes no Centro Universitário Maria Antonia tornam a atuação do cinema mais abrangente. Mas ela não se restringe apenas ao ambiente universitário. De acordo com Esther, o Cinusp participa hoje do projeto Novos Talentos, financiado pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). “Trata-se de um esforço interdisciplinar de atuação junto a professores e alunos de escolas públicas. Temos uma equipe de oficineiros que vem desenvolvendo oficinas em escolas”, explicou a professora. A reflexão sobre o trabalho realizado será publicada em artigo acadêmico.

A programação da Mostra 20 Anos de Cinusp no Centro Universitário Maria Antonia vai até 27 de outubro. A programação completa pode ser conferida em www.usp.br/cinusp.

Na próxima semana, o Cinusp participa também de outro evento: a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que está em sua 37ª edição. A programação das salas e outras informações estão disponíveis neste link. O Cinusp fica na Cidade Universitária, na rua do Anfiteatro 181, Favo 4 das Colmeias, tel. 3091-3540.

.