Com auxílio das unidades, site reúne memória dos 80 anos de USP

Publicado em Institucional, USP Online Destaque por em

Foto: João Batista Vilanova ArtigasFAU-USP, 1969
Foto: João Batista Vilanova Artigas
FAU, 1969

25 de janeiro. Mais que o aniversário da cidade de São Paulo, a data marca o início oficial da maior Universidade do país, que este ano completa seus 80 anos. Em 1934, as Faculdades de Direito, Medicina, Farmácia e Odontologia, Filosofia, Ciências e Letras e Escolas Politécnica e Superior de Agricultura Luiz de Queiroz já existiam, mas foi então que as seis instituições de ensino superior de maior importância do estado se uniram para formar a pedra fundamental da USP.

A Universidade, que veio com o lema Scientia Vinces (Vencerás pela Ciência, em latim), venceu. Com boas posições em rankings internacionais, a USP é destaque na América Latina e já conquista o mundo com projetos de internacionalização. Sua história caminha lado-a-lado com a história do próprio país e é isso que o novo projeto do Museu de Ciências busca apresentar em sua nova plataforma.

Foto: Divulgação / EsalqConstrução do prédio do CDCC, em 1922
Foto: Divulgação / CDCC
Construção do prédio do CDCC. São Carlos, 1922

Órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, o Museu de Ciências lançou o site Memória USP com o objetivo de reunir informações sobre acontecimentos históricos, locais e pessoas importantes na história da Universidade em uma única plataforma virtual. O projeto reúne os acervos fotográficos e documentais referentes à história e à memória institucional de cada unidade da USP. Os dados que estão disponíveis em seu website relacionam unidades, eventos históricos, pessoas e locais em uma interface de tempo-espaço. É, em suma, uma linha do tempo interativa da USP, que conta com mapa e imagens para facilitar a navegação.

História feita por todos

“A intenção é que as unidades se apropriem da plataforma e construam a memória da universidade”, conta Nilza Ferreira, membro do grupo responsável pelo site. “A ideia nasceu há dois anos com a professora Marina Yamamoto que, junto a um grupo de trabalho do Museu de Ciências, buscou resgatar a memória da universidade”. Inicialmente formado por membros do Conselho Deliberativo da Unidade, o grupo com o tempo se reduziu. Formado por professores, bolsistas e funcionários, são eles os responsáveis pela manutenção do projeto. A pró-reitora adjunta de cultura e extensão universitária Marina Yamamoto divide a responsabilidade pela coordenação das atividades com o professor do Instituto de Química (IQ), Guilherme Marson.

Ao acessar o website, que conta com informações de unidades de ensino e pesquisa, o usuário terá acesso aos principais acontecimentos históricos da USP. Desde a criação das primeiras faculdades e institutos que posteriormente se integraram à Universidade, como a Esalq, em Piracicaba, até as unidades de ensino mais recentes, como a Escola de Artes Ciências e Humanidades (EACH), a USP Leste.

Foto: Divulgação / Esalq 
Aula na Escola Agrícola Prática de Piracicaba, 1901

A equipe do Museu de Ciências é responsável por alimentar o site com os dados, mas conta com a ajuda das unidades da USP que enviam suas informações recolhidas nos portais de cada uma das instituições, como lembra Nilza. “Já temos disponíveis 21 unidades no portal, mas há outros conteúdos esperando a validação de suas respectivas unidades para serem publicados”. A proposta é baseada nas pesquisas efetuadas pelo Museu de Ciências sobre as informações existentes e disponíveis, atualmente, sobre a USP, que estavam espalhadas nos sites e livros históricos de cada unidade de ensino.

Todos os documentos disponíveis na plataforma são de propriedade intelectual da USP e de seus respectivos autores, mas estão sob licença Creative Commons. Cada nova atualização é anunciada pela página no Facebook do Museu de Ciências.

Com informações da Assessoria de Imprensa da PRCEU

Mais informações: (11) 5077-6337 ou pelo email mc@usp.br

.