Equipe da USP participará de competição global de empreendedorismo social

Publicado em Institucional por em

Uma equipe formada por estudantes da USP estará presente nas finais regionais em São Paulo do quinto Prêmio Hult, competição de empreendedorismo social que reúne alunos de universidades de mais de cem países para solucionar os problemas mais urgentes do planeta. A edição 2014 do prêmio tem como foco os 250 milhões de moradores de favelas de todo o mundo que sofrem de doenças crônicas e que precisam de ajuda, e conta com a parceria do ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, e da Clinton Global Initiative (CGI).

As finais regionais acontecem nos dias 7 e 8 de março em seis cidades: Boston, São Francisco, Londres, Dubai, Xangai e São Paulo. Os times eleitos foram selecionados entre mais de 10 mil inscritos, provenientes de 350 universidades e escolas de cerca de 150 países. Os participantes estão concorrendo ao fundo de startup no valor de 1 milhão de dólares, com o objetivo de lançar uma iniciativa social sustentável.

A equipe finalista da USP é formada por estudantes do Instituto de Psiquiatria (IPq) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e do Programa Interunidades de Pós-graduação em Nutrição Humana Aplicada (PRONUT) da Universidade. Compõem a equipe Sophie Deram, Ines Hungerbühler, Maria Fernanda Elias e Cristiana Carvalho Siqueira.

Segundo Sophie, a equipe está muito feliz por ter sido selecionada entre tantos participantes e está orgulhosa por poder representar a Universidade na competição. O Projeto Rede ASAS (WINGS Network Project), desenvolvido pelas estudantes, é uma ação colaborativa planejada para prevenir e confrontar as doenças crônicas não-comunicáveis – incluindo obesidade, diabetes e câncer – por meio de mudanças simples nos hábitos alimentares e estilo de vida das comunidades que vivem em favelas.

Após as finais regionais, um time vencedor de cada cidade anfitriã participará de uma incubadora de negócios, na qual os participantes receberão mentoria e orientação de planejamento estratégico enquanto criam protótipos e se preparam para lançar seus novos empreendimentos sociais. A rodada final da competição será conduzida pela CGI durante o encontro anual da organização, que acontece em setembro.

O CEO e fundador do Prêmio Hult, Ahmad Ashkar, atribui o sucesso da competição às mudanças na economia global e na recusa da geração do milênio em viver em um mundo com desigualdade. “Nós estamos oferecendo aos empreendedores de todo o mundo uma plataforma para inovar e revolucionar o formato atual de assistência às populações carentes”.

Segundo Bill Clinton, que entregará o prêmio pessoalmente ao vencedor da etapa final da competição, “o Prêmio Hult é um maravilhoso exemplo da cooperação criativa necessária para construir um mundo com prosperidade, responsabilidade e oportunidades compartilhadas”.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Hult Prize Foundation

Mais informações: site http://www.hultprize.org/

.