Conselho Universitário homologa novos pró-reitores da USP

Publicado em Institucional, USP Online Destaque por em

Da Assessoria de Imprensa da USP

Foto: Assessoria de Imprensa da USPNa primeira sessão do ano, o Conselho Universitário homologou as indicações
Foto: Assessoria de Imprensa da USP
Na primeira sessão do ano, o Conselho Universitário homologou as indicações

Na primeira sessão do Conselho Universitário da gestão do reitor Marco Antonio Zago, realizada nesta terça-feira, 11 de fevereiro, foram homologadas as indicações dos quatro novos pró-reitores da Universidade. São eles: Antonio Carlos Hernandes (Graduação), Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco (Pós-Graduação), José Eduardo Krieger (Pesquisa) e Maria Arminda do Nascimento Arruda (Cultura e Extensão Universitária).

O novo pró-reitor de Graduação, Antonio Carlos Hernandes, é professor titular do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) desde 2008, onde foi diretor no período de 2010 a 2014. Dentre as diretrizes gerais para sua gestão, destacam-se o diálogo e interação permanente com as Unidades e entidades internas e externas à USP, a avaliação/reformulação do mecanismo de ingresso na Universidade, o aprofundamento do processo de inclusão social na Universidade e a utilização das novas tecnologias de informação e comunicação nos cursos de graduação.

A professora titular da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco, assume a Pró-Reitoria de Pós-Graduação com os principais desafios de melhorar o impacto acadêmico e tecnológico da ciência gerada na pós-graduação da USP e atingir outros patamares de excelência nos programas, com indicadores de padrão mundial. Para isso, prevê-se a implementação de uma avaliação própria dos programas e o fortalecimento da inserção social dos egressos, entre outras ações.

A Pró-Reitoria de Pesquisa terá como titular o professor de Medicina Molecular do Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina, José Eduardo Krieger. Sua gestão terá como principais metas incrementar a pesquisa de qualidade, internacionalizar a pesquisa e identificar nichos de oportunidade em áreas de ponta para serem estimulados.

Maria Arminda do Nascimento Arruda, professora titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), está à frente da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária há quatro anos. Nesse período, foram criados mecanismos institucionais de suporte e segurança à implementação de novos projetos, como o Programa de Editais e a Tenda Cultural Ortega y Gasset. Como um dos principais eixos da política de cultura e extensão, está a ampliação da vocação da Tenda como espaço fomentador do diálogo entre os diversos saberes produzidos na Universidade e na sociedade.

Além da homologação das indicações dos pró-reitores, foram eleitos os membros das Comissões Permanentes do Conselho Universitário – Comissão de Legislação e Recursos, Comissão de Orçamento e Patrimônio e Comissão de Atividades Acadêmicas — e os membros que irão compor a Comissão Coordenadora dos 80 anos da USP.

 José Eduardo Krieger (Pesquisa), Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco (Pós-Graduação), Antonio Carlos Hernandes (Graduação),  e Maria Arminda do Nascimento Arruda (Cultura e Extensão Universitária)
José Eduardo Krieger (Pesquisa), Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco (Pós-Graduação), Antonio Carlos Hernandes (Graduação) e Maria Arminda do Nascimento Arruda (Cultura e Extensão Universitária)
.