Sistema Clever Care monitora paciente à distância

Publicado em Tecnologia por em

Ana Cunha / Assessoria de Imprensa da Fipase

Um framework inteligente de gestão remota batizado Clever Care está sendo testado na cidade de São Paulo, na Favela da Erundina, localizada na zona sul da cidade, e que faz reforma qualitativa de moradias populares com foco na melhoria das condições de saúde. O Clever Care funciona a partir da troca de mensagens entre o programa e o paciente — monitorando a administração de remédios, esclarecendo dúvidas e servindo como alerta para os médicos que fazem o acompanhamento, caso algo saia da normalidade. “É um canal de comunicação que funciona 24 horas por dia e o resultado é o tratamento correto e a mudança na vida do paciente”, explica o doutorando da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP Mario Sergio Adolfi Jr.  “O programa desenvolve um diálogo com o paciente que antes ficava sozinho entre uma consulta e outra, tornando-se um parceiro, ajudando no cuidado contínuo no tratamento e administração de remédio”.

Adolfi Jr. também é presidente da Kidopi, empresa desenvolvedora do sistema ligada ao Supera Parque Tecnológico. Ele é um dos 10 ganhadores do prêmio MIT Technology Review Inovadores, para jovens de até 35 anos que trabalham para encontrar soluções que resolvam problemas reais da sociedade por meio da tecnologia. O prêmio será entregue no próximo dia 13, em cerimônia na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Fierj). A indicação para o prêmio partiu da Supera Incubadora de Empresas, vinculada a Fundação Instituto Polo Avançado da Saúde de Ribeirão Preto (Fipase), e contou com apoio da Agência USP de Inovação.

Essa é a primeira edição brasileira do prêmio conferido pela revista Technology Review, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, iniciativa já existente em países como Itália, França e Espanha, e que revelou empreendedores como Mark Zukerberg (Facebook) e Sergey Brin (Google). Os 10 jovens inovadores brasileiros foram escolhidos por uma comissão de jurados nacionais e internacionais, entre eles empresários, tecnólogos e pesquisadores.

Essa é a primeira edição brasileira do prêmio conferido pela revista Technology Review, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, iniciativa já existente em países como Itália, França e Espanha, e que revelou empreendedores como Mark Zukerberg (Facebook) e Sergey Brin (Google). Os 10 jovens inovadores brasileiros foram escolhidos por uma comissão de jurados nacionais e internacionais, entre eles empresários, tecnólogos e pesquisadores.

Testes

O Clever Care está sendo testado junto ao programa Vivenda que é responsável pela reforma qualitativa de moradias populares com foco na melhoria das condições de saúde. “O objetivo é ajudar e impactar ainda mais pessoas com doenças crônicas respiratórias que passam por reformas qualitativas em suas residências”, informa o empreendedor.

Outro alvo para o programa piloto é colocar em prática um plano de saúde de São Paulo, com objetivo de acompanhar pacientes que estão em tratamento com medicamentos quimioterápicos de via oral, utilizados no tratamento do câncer de mama e próstata. Além disso, o programa também deve ser implantando em comunidades da zona sul da capital paulista, ajudando no acompanhamento de grávidas e da primeira infância.

“Receber o prêmio de uma instituição como o MIT mostra que estamos no caminho correto para criar inovações que possam contribuir para salvar vidas”, comemora Adolfi. Mário Adolfi Jr, formado em informática biomédica e, hoje, fazendo doutorado em clínica médica pela FMRP, afirma que o prêmio é uma conquista da equipe da Kidopi e que o apoio da Supera Incubadora de Empresas e da Agência USP de Inovação foram fundamentais à estratégia inovadora da Kidopi.

Fundada em 2009, a Kidopi – Solução em Informática Médica fornece soluções inteligentes para a gestão de hospitais, clínicas e consultórios, regulação médica de urgência e emergência e suporte a pesquisas acadêmicas. Em 2013, foi eleita a 3ª melhor empresa incubada do Brasil no Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador promovido pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). No mesmo ano, foi eleita pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o melhor software do Brasil na categoria e-health no World Summit Award, representando Brasil na fase internacional do concurso. Também recebeu menção honrosa na categoria empreendedor social no Premio Empreendedor de Sucesso, promovido pela Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios. Em 2010, recebeu o Prêmio Ideia Saudável, pela Secretaria de Estado São Paulo, dedicado a projetos inovadores que beneficiem usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Ligada à Fipase, a Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica   auxilia na criação de empresas de base tecnológica. A Incubadora atua, no momento, com 32 empresas, sendo 9 em pré-residência, 20  em residência e 3 associadas. Além da infraestrutura para pré-residência e residência, a Incubadora oferece consultorias gerenciais, capacitação, rede de contatos, além de facilitar a participação das empresas em eventos nacionais e internacionais. A Fipase, criada em 2001, por meio de lei municipal, atua no desenvolvimento da indústria de equipamentos e produtos de saúde em Ribeirão Preto, e no apoio aos setores de tecnologia da informação, biotecnologia, química, fármacos e cosméticos. Mantida pela Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, a Fipase é a gestora da marca Supera que dá nome à Incubadora de Empresas, ao Centro de Tecnologia e ao Parque Tecnológico.

Mais informações: (11) 38172131

.