História de professor

Publicado em Especial por em

fabiobezerratop

É sempre muito gratificante, até emocionante, esse reconhecimento dos alunos. A turma do Maxwell era muito interessada e mobilizada para o ensino superior. E esse momento, o terceiro ano do ensino médio, é muito interessante para conversar com os alunos sobre as suas escolhas de carreira. Há muitas dúvidas, eles precisam fazer essa escolha muito cedo, a maioria se forma hoje com 17 anos.

Eu acho que, pra ser professor, é preciso ter paixão pelo seu objeto de ensino e eu tenho paixão pela história. Eu sempre procuro criar um ambiente no qual os diferentes comentários, dúvidas e pontos de vistam sejam ouvidos e levados a sério. Eu sempre vou mobilizar o que for necessário para chegar aos meus alunos. E, na Escola de Aplicação, eu tenho as condições de trabalho que me permitem fazer isso.

Eu acho que, pra ser professor, é preciso ter paixão pelo seu objeto de ensino e eu tenho paixão pela história

Eu espero que o Maxwell se encontre nesse curso e que ele viva a universidade como eu e tantas pessoas vivemos, como um momento marcante e significativo na nossa vida. Eu espero que ele brilhe muito lá na USP Leste e que ele tenha uma trajetória muito bem sucedida no curso que ele escolheu.

Leia o depoimento do aluno de Fábio:
Maxwell Philips Temidayo Fest – Hospedando sonhos
“O importante é manter a mente ocupada; nunca ficar parado”.

Início

.