Fundos patrimoniais da Poli anunciam fusão

Publicado em Institucional por em

Da Acadêmica Agência de Comunicação

Os fundos patrimoniais da Escola Politécnica (Poli) da USP– Amigos da Poli e Endowment – anunciam hoje, 13 de agosto, sua fusão. Ambos passarão a atuar em conjunto na captação de doações para investimentos em projetos educacionais da instituição. Com a fusão, o nome Amigos da Poli será mantido e os recursos angariados por ambos unificados. “O volume de recursos aumentará para R$ 6,1 milhões, e sairá fortalecida a estratégia de captação de doações”, afirma Máximo Gonzalez, diretor do fundo. “A fusão foi um caminho natural para duas iniciativas que trabalhavam com o mesmo objetivo”, destaca.

Antes da fusão, o aporte de recursos do fundo Amigos da Poli era de R$ 5,4 milhões; a do Endowment, de R$ 700 mil. Cada fundo buscava recursos de formas distintas. Os Amigos da Poli eram mais focados no “atacado”, angariavam doações polpudas de empresários bem-sucedidos. “Um trabalho de networking, no qual um doador indicava outro, com quantias que variavam de R$ 100 mil a 1 milhão”, conta Gonzalez. Já o Endowment apostava no “varejo”, buscando doações mais modestas, porém regulares, geralmente feitas por pais de alunos. “Agora essas duas estratégias se somam no esforço de captar novos doadores para o maior fundo patrimonial do gênero no País”, afirma Gonzalez.

Gestão profissional

A governança seguirá o modelo já adotado anteriormente pelos Amigos da Poli. Serão mantidos os Conselhos Deliberativo e Fiscal, Diretoria e Comitês de Investimento e Técnico, com balanço e auditoria externa. Mudanças nas regras terão que ser aprovadas em Assembleia. “É um modelo de gestão independente, mas que garante a representatividade da Diretoria da Escola Politécnica e não interefere na autonomia da Universidade”, afirma. O diretor da Poli passará a ter direito a um assento no Conselho Deliberativo, ao lado dos profissionais escolhidos pela Assembléia composta por doadores que contribuíram com pelo menos R$ 100 mil.

Os recursos obtidos com as doações serão investidos em ativos financeiros. O ganho resultante será aplicado em projetos educacionais desenvolvidos por alunos, docentes ou funcionários. Os projetos apoiados serão selecionados por meio de edital, divulgado anualmente.

Resultados

Desde que foi lançado, no início de 2012, o fundo Amigos da Poli publicou dois editais, totalizando R$ 450 mil de investimentos em projetos educacionais. Neste ano, estão sendo apoiados nove projetos, entre eles uma unidade móvel para produção de aulas digitais e uma iniciativa para produzir podcasts com entrevistas de especialistas visando à divulgação de pesquisas científicas e tecnológicas entre os alunos.

No ano passado, receberam apoio financeiro oito projetos. Boa parte deles relacionados às atividades extra-curriculares. “São atividades consideradas essenciais para o ensino, uma vez que possibilitam aos alunos colocarem em prática o que aprenderam em sala de aula”, afirma o diretor da Escola Politécnica, José Roberto Castilho Piqueira. “Este apoio financeiro incentiva o empreendedorismo e a inovação entre alunos”, acrescenta.

Um dos projetos apoiados pelos Amigos da Poli foi o da equipe Keep Flyingque projeta e constrói aeromodelos para competições. Com R$ 30 mil, os alunos compraram novas ferramentas e dois computadores de alta performance para realizar cálculos mais precisos e rápidos. O reflexo deste investimento se deu na SAE Brasil SAE AeroDesign – competição que reúne equipes de várias escolas de engenharia do País. De 2012 para 2013, a Keep Flying subiu da 10ª posição para a 4ª colocação.

Outro projeto apoiado foi o Thunderatz. Com R$ 20 mil, foi construído um robô de 27 kilos (K-Torze), o que possibilitou à equipe competir nacionalmente. Antes, a equipe dispunha de um robô mais leve, o que restringia sua participação às competições estaduais. O Thunderatz foi novamente contemplado no edital deste ano para poder construir um robô de nível de competição internacional.

O anúncio da fusão dos fundos patrimoniais da Escola Politécnica da USP será feito hoje, às 19 horas, no Espaço Promon, em São Paulo. Na ocasião, também serão apresentados os resultados do trabalho do fundo Amigos da Poli para os doadores. Estarão em exposição alguns dos projetos apoiados pelo fundo, como o da equipe Thunderatz.

.