Ribeirão Preto promove ações para preservar área de reflorestamento do campus

Publicado em Meio ambiente por em

Rosemeire Soares Talamone / Serviço de Comunicação Social da CCRP

O prefeito do Campus da USP de Ribeirão Preto (PUSP-RP), professor Osvaldo Luiz Bezzon, promoveu na semana passada, dia 5 de agosto, reunião entre o sargento Maurício Albarelo, da Polícia Ambiental, o Capitão Marcelo Henrique, da Polícia Militar, ambos de Ribeirão Preto, além de servidores das Áreas Administrativa e Operacional da PUSP-RP, para discutir ações integradas e conjuntas visando a preservação da área de reflorestamento do campus local.

Após breve relato do professor Bezzon, sobre os principais problemas enfrentados, principalmente com a invasão de pessoas que descartam lixo no local, os policiais se comprometeram em aumentar ainda mais as rondas externas em áreas próximas ao reflorestamento. Já na área interna, essa intensificação ficará por conta da Guarda Universitária.

O sargento Albarelo lembrou que o Boletim de Ocorrência Ambiental, relativo ao incêndio ocorrido em julho, identifica que, mesmo sendo cercada e os aceiros no reflorestamento estarem de acordo com o exigido pela legislação, variando de dez a doze metros, foi impossível impedir o incêndio, uma vez que o fogo foi colocado dentro da mata.

Como todos os indícios levam a crer que incêndios no reflorestamento são provocados por desconhecidos, foram sugeridas campanhas de conscientização da população sobre a importância da área verde do campus e de sua preservação. Nessa campanha também será veiculada para a população a necessidade de denúncia, por meio do 190, de qualquer movimentação estranha no local, como, por exemplo, despejo de lixo e corte das cercas, “A população também pode denunciar se tiver conhecimento de qualquer pessoa que venha causando esses incêndios, nesse caso é só ligar para o 181. A identidade do denunciante é mantida em sigilo”, lembra o sargento Albarelo.

Mais informações: (16) 3602-3522

.