Grande São Paulo tem sua base de logradouros atualizada

Publicado em Sociedade por em

Da Agência USP de Notícias

O Centro de Estudos da Metrópole (CEM) da USP acaba de disponibilizar na internet a atualização do arquivo georreferenciado dos logradouros da Região Metropolitana de São Paulo. As informações que podem ser consultadas na Base de Dados do site do CEM abrangem integralmente os 39 municípios da região e contém mais 326 mil segmentos de ruas, avenidas, viadutos, acessos, travessas, praças, rodovias, etc. O arquivo é considerado a principal base cartográfica para localização e geocodificação de fenômenos pontuais verificados em projetos de pesquisa e a nova versão do arquivo teve alterações ou inserções de aproximadamente 10 mil segmentos.
Do total de 326 mil segmentos de ruas, 80% têm nome, número e CEP.

O CEM é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) e um Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) e está sediado na USP e no Centro Brasileiro de Pesquisa, Análise e Planejamento (Cebrap). A equipe de pesquisadores da área de Transferência do CEM, responsável pela base até pouco tempo de caráter inédito, espera-se que a disponibilização do arquivo opere também no fortalecimento do intercâmbio de informações entre as instituições, públicas ou privadas.

Do total de 326 mil segmentos de ruas, 80% têm nome, número e código de endereçamento postal (CEP), número bastante significativo considerando-se a excepcional dinâmica de ocupação e organização do espaço na região de maior densidade demográfica e econômica do País.

Dinâmica

Embora o ritmo atual dessa dinâmica seja significativamente menor do que a explosão urbana de São Paulo nas décadas de 1940/1970, as alterações advindas da implantação de assentamentos autônomos, conjuntos habitacionais oficiais, condomínios de alto padrão, novos eixos viários, rodoviários ou ferroviários, da incorporação de grandes equipamentos, entre outras intervenções no espaço urbano ou rural, impactam fortemente na manutenção cartográfica. Sem falar nas alterações territoriais, dos nomes das vias ou dos códigos de CEP.

A base de logradouros, portanto, é uma cartografia em permanente reelaboração. Novas feições ou atributos são incorporados a partir de processos diversos: pesquisas desenvolvidas no âmbito do CEM e do Cebrap, consulta a imagens e dados disponibilizados na Internet, como o sistema Google ou sites oficiais de prefeituras, e ainda incursões in loco, quando as fontes indiretas revelam-se insuficientes. Contudo, convém esclarecer que o CEM elabora suas matrizes cartográficas com a finalidade de embasar e apoiar as pesquisas aqui desenvolvidas, inexistindo quaisquer direcionamentos no sentido de produção comercial. Mais informações sobre a atualização estão disponíveis arquivo Dicionário que acompanha o conjunto de dados.

A Base Cartográfica Digital de Logradouros — edição 2014 pode ser acessada livremente, bastando para isso preencher um breve cadastro. O website é http://www.fflch.usp.br/centrodametropole.

Mais informações: (11) 3091-0330 / 3091-0331

.