Projeto desenvolvido em parceria com o ICMC gera economia de 2 milhões de litros de água

Publicado em Meio ambiente por em

Da Assessoria de Comunicação do ICMC

Uma grande gincana mobilizou 145 escolas da região de São Carlos durante três meses em prol do incentivo ao consumo consciente da água. Resultado: 2 milhões de litros foram economizados no período com o projeto Usa e Reduza.

Realizado por meio de uma parceria entre o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, a Diretoria Regional de Ensino de São Carlos e o Instituto EPTV, o projeto consistiu em uma competição entre classes do sexto ano do ensino fundamental de escolas das redes municipal, estadual e particular. Ao longo de três meses – agosto, setembro e outubro – cada estudante levou à escola a conta de água de sua residência. O professor responsável inseriu esses dados em um sistema desenvolvido pelo ICMC.

Após a inserção das informações de todos os estudantes da classe, a planilha calculava a média do consumo do mês daquela turma. A classe que obteve o primeiro lugar nessa competição foi o sexto ano A da escola municipal Senador Carlos José Botelho, de Dourado, que alcançou a melhor média no período, economizando 3,5 metros cúbicos de água.

De acordo com a professora Roseli Romero, do ICMC, ao participar de projetos como esse, o Instituto estende à sociedade uma parcela do conhecimento técnico inerente à sua área de atuação. “Inicialmente, desenvolvemos uma planilha para o cálculo do consumo”, explica a professora. “Depois, construímos uma base de dados para armazenar as informações cadastradas pelas escolas na planilha e desenvolvemos o site utilizando software livre”, completou Erick Previato, da Seção Técnica de Informática do ICMC. Segundo Romero, a grande vantagem do site é ter possibilitado que os professores inserissem as informações e pudessem acessá-las de qualquer cidade, facilitando a participação de um maior número de escolas. Para o próximo ano, a professora adianta que a meta é alcançar cerca de 800 escolas.

Para a dirigente regional de ensino, Débora Gonzalez Costa Blanco, o sucesso do projeto está relacionado à união das forças dos três parceiros do projeto. “Apenas com o trabalho em equipe conseguimos fazer algo melhor para o mundo. Os números comprovam que aconteceu uma mudança de hábitos e que a educação é o caminho para alcançarmos isso”, finalizou.

As três escolas que obtiveram os melhores resultados

1º lugar: escola municipal de ensino fundamental Senador Carlos José Botelho
Classe: 6º ano A
Professor responsável: Rosana Ferreira Puertas
Média de agosto: 19,40
Média de setembro: 15,90
Média de outubro: 15,90
Economia de 3,5 metros cúbicos

2º lugar: Escola Estadual Jardim Bela Vista
Classe: 6º ano C
Professor responsável: Daniela Aparecida Martha Miranda
Média de agosto: 17,83
Média de setembro: 15,82
Média de outubro: 15,22
Economia de 2,61 metros cúbicos

3º lugar: Escola Estadual Professor Marivaldo Carlos Degan
Classe: 6º ano E
Professor responsável: Camila Kwiatkoski Timoteo
Média de agosto: 12,00
Média de setembro: 11,20
Média de outubro: 10,00
Economia de 2,00 metros cúbicos

Mais informações: (16) 3373.9666, site http://www.viaeptv.com/institucional/institutoeptv/usaereduza

.