Grupo do IF é um dos principais responsáveis pelo processamento de dados do ALICE

Publicado em Ciências por em

O Grupo de Íons Pesados Relativístico (GRIPER) do Instituto de Física (IF) da USP atua na área de física nuclear experimental, trabalhando mais especificamente com o estudo de colisões de íons pesados a altas energias. O grupo faz processamento de dados para o LHC, sigla em inglês do Grande Colisor de Hádrons do CERN (Organização Europeia para Pesquisa Nuclear), que é o maior acelerador de partículas do mundo.

Este ano, o GRIPER tem sido responsável por cerca de 75% de todo o processamento de dados do LHC que ocorre na América Latina, contabilizando todos os experimentos. No caso do experimento ALICE, o IF tem sido um dos maiores centros mundiais de processamento de dados.

Com investimentos e apoio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), o grupo vem desenvolvendo pesquisas que têm colocado a USP em destaque a nível mundial de processamento de dados no LHC.

Da Assessoria de Comunicação do IFUSP

Mais informações: site http://griper.if.usp.br/

.