Foto: Divulgação / FAU

Design para contemporaneidade é tema de exposição de formandos da FAU

Publicado em Artes, USP Online Destaque por em

O curso de Design da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP transforma os Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) dos alunos formados em 2014 em objetos de exposição no Museu de Arte Contemporânea (MAC), na Cidade Universitária. Em cartaz até 7 de agosto, a mostra “FAUForma: Designers 2015” reúne 25 TCCs, que destacam como temática principal a preocupação com a dimensão social do trabalho do designer e um olhar direcionado às urgências da contemporaneidade.

Os projetos focam temas como a mobilidade urbana, a adequação de equipamentos a idosos, novos modelos de aprendizado, processos colaborativos mediados por plataformas portáteis, sustentabilidade e novas práticas de empreendedorismo. Segundo a professora Giselle Beiguelman, coordenadora do curso de Design da FAU, a exposição é fruto de um trabalho de uma equipe formada por professores e alunos. “Além do desenvolvimento dos TCCs, os alunos foram desafiados a conceber a exposição de ponta a ponta. Eles desenvolveram os displays, mesas, cadeiras, tudo com solução de baixo custo, pensando nos padrões industriais e sem sobras”, diz Giselle.

Foto: Divulgação / FAU
Foto: Divulgação / FAU

Jogo de dominó

Um dos trabalhos apresentados na mostra é de autoria de Mayara Pillegi Moura Santos, que em seu TCC, orientado pela professora Clice Mazzilli, desenvolveu um projeto que busca estimular a criatividade de crianças entre 7 e 9 anos através de quatro experimentos gráficos. Um deles propõe uma brincadeira de compor palavras. São peças em madeira colorida avulsas, como um jogo de dominó, que apresenta palavras cortadas ao meio e que, ao se juntarem a outras, geram novas palavras. Tem também um puzzle que propõe a criação de padrões gráficos, peças modulares para construir espaços bidimensionais e uma roleta que ajuda a desenhar novos bichos. “Cada experimento, a seu modo, buscou relacionar-se com as atividades cotidianas e recreativas das crianças, propondo estimular o lazer e a criatividade, apresentando-se como ferramenta para o fazer criativo: para o desenho, para a escrita, para a construção do espaço e para a construção de padrões gráficos”, explica Mayara.

Outro TCC apresentado na mostra é o Guia da Universidade de São Paulo, uma proposta de aplicativo para smartphone que oferece informações sobre a Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira a seus visitantes e frequentadores. Ele foi desenvolvido por Marcella Monaco Jyo, orientada pela professora Daniela Kutschat Hanns. O guia apresenta os diferentes tipos de informações de forma organizada, com funcionalidades que facilitam a navegação pelo aplicativo e a localização do conteúdo desejado. “É de fácil utilização e conta com um layout agradável. Tem como objetivo possibilitar que seus usuários explorem e conheçam melhor o campus, proporcionando uma boa experiência em relação ao acesso às informações e à localização na Universidade”, destaca Marcella. Ela afirma que a ideia surgiu a partir de observações e experiências pessoais. “Eu mesma já me perdi dentro da USP e senti dificuldade em encontrar determinadas informações de maneira rápida e que estivessem centralizadas em um único meio”, observa.

Veículo

portal20150716_33Mardem Pires das Dores, orientado pelo professor Marcelo Oliveira, propõe em seu TCC – também exposto no MAC – um projeto de veículo urbano voltado ao uso compartilhado, o Insieme. Ele explica que se trata de um design de carro exclusivo, com várias opções de customização por parte do usuário, como escolha de cor, grafismos e configurações pessoais. “Compacto, o carro pode levar dois passageiros, além de contar com suporte para bicicletas. O sistema de propulsão é elétrico, não emitindo poluentes durante o seu uso. Com formas ousadas e estilo, o Insieme é coletivo, individual e divertido. O diferencial é que o usuário pode dar ao carro um toque mais pessoal e personalizar diversas funcionalidades, tudo integrado à internet e acessível por meio de aplicativo de celular”, analisa.

Já Liane Sayuri Honda, orientada pelo professor Luis Claudio Portugal do Nascimento, desenvolveu um kit de cultivo de plantas de pequeno porte para crianças de 8 a 12 anos em ambiente doméstico urbano. “A intenção é influenciar indiretamente as crianças urbanas a terem mais afeto pelas plantas, para que, no futuro, possam ter mais respeito pelo ambiente”, destaca. Ela afirma que foi motivada a desenvolver o kit pela falta de consciência ambiental dos moradores urbanos e a falta de contato com a natureza, criando uma certa alienação. “Foquei nas crianças, pois acredito que é mais difícil gerar consciência ambiental nos adultos, que já têm suas manias e opiniões formadas. Através de um brinquedo que forma um elo afetivo na infância, acredito ser mais fácil plantar essa semente”, observa.

A exposição “FAU Forma: Designers 2015” está em cartaz até 7 de agosto, de terça a sexta-feira, das 10h às 18h, no Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP (rua da Praça do Relógio, 160, Cidade Universitária, São Paulo). Entrada grátis.

Izabel Leão / Jornal da USP

Mais informações: site www.fau.usp.br/fauforma/2015

.