Foto: Divulgação

Mostra Experimentos: o teatro além das escolas

Publicado em Artes, USP Online Destaque por em

Edição 2015 da Mostra Experimentos do Tusp traz um recorte da produção de nove escolas de teatro, incluindo trabalhos prontos e em processo de criação

A cidade de São Paulo é mundialmente famosa por sua efervescência cultural: exposições, mostras de cinema, shows e, sobretudo, espetáculos de teatro, que acontecem a todo o momento na grande metrópole, multiplicando-se intensamente. Seguindo a tendência progressiva está a produção das escolas de teatro, tanto no âmbito da formação profissionalizante como do ensino superior. Diante de uma cartela de possibilidades ilimitadas, no entanto, as produções escolares ficam restritas ao ambiente escolar, tendo como público imediato professores e colegas da própria instituição. Realizada pelo Tusp, a Mostra Experimentos 2015, que começa nesta quinta, volta-se para esse cenário, e, em uma tentativa de revertê-lo, apresenta um recorte da produção teatral escolar de São Paulo e cidades vizinhas.

Nesta edição são nove escolas que participam da mostra: Departamento de Artes Cênicas (CAC) e Escola de Arte Dramática (EAD), ambas da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, Unicamp, Unesp, Faculdade Paulista de Artes (FPA), Escola Superior de Artes Célia Helena, Escola Livre de Teatro de Santo André, Escola Técnica Estadual (Etec) Parque da Juventude e Centro Livre de Artes Cênicas (Clac). Serão exibidos 14 trabalhos, que se dividem em duas categorias: Aberturas de Processo, apresentando quatro produções que incluem tanto demonstrações de trabalho e de pesquisas teórico-práticas, quanto exercícios cênicos ainda em processo de desenvolvimento; e Espetáculos, com dez trabalhos já finalizados.

Nos palcos

Em sentido horário, os espetáculos Ensaio para um Grito (Clac) e Só Eles o Sabem (EAD/USP), e a abertura de processo de Paulicéia Desvairada (Unesp)Foto: Divulgação
Em sentido horário, os espetáculos Ensaio para um Grito (Clac) e Só Eles o Sabem (EAD/USP), e a abertura de processo de Paulicéia Desvairada (Unesp)
Foto: Divulgação

A Escola Livre de Teatro de Santo André abre a programação, com o espetáculo Aporia 23ºS46ºO, dirigido por Vinicius Torres Machado, ambientado em um teatro em reforma onde vivem certas figuras que desenvolveram rituais de trabalho, diversão e burocracia próprios. O espectador é convidado a conhecer o modo de vida peculiar destes personagens a partir do olhar de um encarregado de vistoria da reforma. A Escola de Arte Dramática, sob direção de Cristiane Paoli Quito, apresenta Só Eles o Sabem, montagem baseada na improvisação, que conta com a participação de 22 atores e se sustenta em um jogo misterioso de palavras, corpos e de histórias que vêm e vão em um cenário mergulhado na penumbra.

A seleção de espetáculos da mostra apresenta também adaptações de textos da dramaturgia. É o caso de Menos Emergências, da Escola Superior de Artes Célia Helena, que adapta texto do dramaturgo inglês Martin Crimp, com direção também de Vinicius Torres Machado. A peça se passa em uma festa de casamento fracassada, na qual, diante da ausência dos noivos, os convidados se divertem criando possíveis histórias futuras para o casal. Ao passo em que as hipóteses criadas pelos personagens revelam suas características e desejos dentro da sociedade, o espetáculo configura uma crítica à burguesia emergente e à sua maneira de ver o mundo.

Voltam também aos palcos os personagens Geni, Herculano, Patrício e Serginho em #todaNUDEseracastigada, readaptação de Toda Nudez Será Castigada, de Nelson Rodrigues, na encenação da Etec – Parque da Juventude, com direção de Danilo Caputo; e João Romão, Bertoleza, Jerônimo e Rita Baiana em O Cortiço, peça baseada no livro homônimo de Aluísio Azevedo, adaptação da Unicamp, com direção da dupla Grácia Navarro e Marcelo Lazzaratto. Há ainda três apresentações do Departamento de Artes Cênicas da ECA/USP: SECXXI, com direção de Sofia Botelho, idealizada a partir de um jogo de palavras que brinca com a ideia de abordar a questão do sexo no século 21; Nessa Data Querida, dirigida por Weslley Rocha, que se passa em uma festa, na qual seis crianças e uma mãe esperam alguém que não chega, até um ponto incontrolável; e Saída de Submergência, de Giovana Souza, resultado de um projeto do Clube de Compartilhamento de Sonhos, em que imagens surgem em suas doçuras e violências.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Completam a seleção de espetáculos, Ensaio para um Grito, do Centro Livre de Artes Cênicas (Clac), dirigido por Beatriz Sano e Caio Paduan, que mostra algumas pessoas que tentam ensaiar uma peça de teatro, mas no entanto algo parece impedir que isso aconteça. E Monólogo, montagem da Unesp com direção de Laura Salermo, criado como experiência de linguagem do texto do dramaturgo Harold Pinter, parte do diálogo travado entre o personagem Homem e uma figura ausente, em uma relação viva entre público, texto, ator, instalação cenográfica e instalação sonora.

A partir da primeira semana de setembro, serão apresentadas as Aberturas de Processo: a Faculdade Paulista de Artes apresenta texto de Chico de Assis, dedicado a Lima Duarte, intitulado O Ator – Como é o ator por dentro de Chico de Assis, sob direção de Marcelo Braga. Misturando emoção e humor, a montagem se concentra na vida do ator, desvendando técnicas de seu ofício. Tendo também o fazer teatral como objeto central, a Unesp apresenta Paulicéia Desvairada, uma adaptação livre da obra homônima de Mário de Andrade, com direção de Wagner Cintra. A encenação, no entanto, se concentra nas imagens apresentadas no poema, em especial aquelas que se referem às características físicas de São Paulo, a fim de se trabalhar os conceitos do teatro visual.

Há também apresentação do Núcleo Experimental de Butô, da Unicamp, com processo de improvisação baseado em um momento singular da história da dança japonesa butô, no qual dançarinos e músicos de free-jazz se apresentavam em prédios abandonados junto de poetas e artistas visuais, e abertura de processos dos pesquisadores do Cepeca – Centro de Pesquisas em Experimentação Cênica do Ator, da ECA, sob coordenação dos professores Armando Sérgio da Silva e Eduardo Coutinho.

A Mostra Experimentos 2015 acontece a partir desta quinta, com programação até 27 de setembro, de quarta a domingo, às 20 horas, no Tusp – Rua Maria Antonia, 294, Consolação, telefone (11) 3123-5233. A entrada é gratuita. A programação completa está disponível em www.usp.br/tusp.

Victória Pimentel / Jornal da USP

Mostra Experimentos: o teatro além das escolas
Editoria: Artes, USP Online Destaque - Autor: - Data: 25 de agosto de 2015
.