História

1827. Fundação da Faculdade de Direito.

1876. Criação do Liceu de Artes e Ofícios, em São Paulo

1886. Criação da Comissão Geográfica e Geológica do Estado de São Paulo (que, desde 1946, é o Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP).

1893. Escola Politécnica inicia as atividades. Fundação do Museu Paulista, incorporado à USP em 1963.

1898. Criação da Escola Livre de Farmácia de São Paulo (que depois se desmembraria em duas unidades da USP: Faculdade de Odontologia e Faculdade de Ciências Farmacêuticas).

1901. Criação da Escola Agrícola Prática de Piracicaba (atual Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”)

1912. Implantação da Faculdade de Medicina

1918. Fundação do Laboratório de Higiene de São Paulo, que daria origem à atual Faculdade de Saúde Pública.

1919. Criação do Instituto de Veterinária (atual Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia).

1934. A Universidade de São Paulo inicia atividades com as seguintes unidades:
• Faculdade de Direito
• Faculdade de Medicina
• Faculdade de Farmácia e Odontologia (derivada da Escola Livre de Farmácia de São Paulo)
• Escola Politécnica
• Instituto de Educação (desde 1969, a Faculdade de Educação)
• Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras
• Instituto de Ciências Econômicas e Comerciais (de ICEC mudou o nome, apenas, para FCEA – Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas, em 1940; em 1946 é criada oficialmente a FCEA; que muda de nome para a atual FEA, em 1969)
• Escola de Medicina Veterinária (derivação do Instituto de Veterinária)
• Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”
• Escola de Belas Artes
Como instituições de ampliação de ação e ensino, estão o Instituto Biológico, Instituto Butantan, Instituto de Higiene, Instituto Agronômico de Campinas, Instituto Astronômico e Geofísico, Museu Paulista, Serviço Florestal e quaisquer outras instituições de caráter técnico e científico do estado.

1934. Primeira sessão do Conselho Universitário da Universidade de São Paulo, realizada em 17 de fevereiro, na Faculdade de Medicina

1934. Posse do Primeiro Reitor da Universidade de São Paulo, Prof. Dr. Reynaldo Porchat, na segunda sessão do Conselho Universitário, realizada em 6 de junho.

1940. Criação do Instituto de Eletrotécnica e Energia

1941. Obtenção de área no bairro do Butantã para a instalação do campus universitário.

1942. É criada a Escola de Enfermagem.

1943. Inauguração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina.

1946.
Incorporação da Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas à USP; Criação do Instituto Paulista de Oceanografia (atual Instituto Oceanográfico desde 1951); Criação do Instituto de Administração na FEA; Incorporação do Instituto Astronômico e Geográfico.

1948. Criação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Bauru (atual Faculdade de Odontologia de Bauru, desde 1962) e da Escola de Engenharia de São Carlos.

1948. É fundado o Museu de Arte Moderna de São Paulo. O professor Antonio Candido, da unidade hoje conhecida como Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, é um dos integrantes do conselho da nova instituição.

1950. Estudantes da Escola Politécnica constroem o Cadopô (Casa do Politécnico), importante centro de articulação política do movimento estudantil.

1951. Instituto Oceanográfico é incorporado à USP.

1951. A Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto tem seu funcionamento autorizado pela lei Estadual 146, de 26 de dezembro.

1951. É criada a Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto.

1955. Como entidade autárquica, é criado o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto.

1956. A Cidade Universitária recebe o nome de Armando de Salles Oliveira.

1957. O reator do Instituto de Energia Atômica de São Paulo entra em funcionamento. A instituição, que daria origem ao atual Ipen (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) era fruto de parceria entre a USP e o atual Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

1957. Criação do curso de Psicologia na FFCL

1957. Criação do Diretório Central de Estudantes da USP.

1957. Doação à USP do Instituto de Zootecnia e Indústrias Pecuárias Fernando Costa, em Pirassununga, que daria origem à atual Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos.

1959. Criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, que só viria a ter suas atividades efetivamente concretizadas em 1964. Em 1974, a instituição foi incorporada à USP.

1962. É criado o Instituto de Estudos Brasileiros.

1962. Criação da FOB (originária da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Bauru).

1963. Surgimento da Editora da USP.

1963. Criação do Museu de Arte Contemporânea e incorporação definitiva do Museu Paulista à USP.

1964. É criado o Museu de Arte e Arqueologia, posteriormente denominado de Museu de Arqueologia e Etnologia.

1964. Criação da Associação dos Servidores da Universidade de São Paulo.

1966. É criada a Escola de Comunicações Culturais (que depois teria seu nome modificado para Escola de Comunicações e Artes em 1969), e que incorpora a Escola de Arte Dramática.

1967. Criação, em Bauru, do Centro de Pesquisa e Reabilitação de Lesões Lábio-Palatais, que em 1973 torna-se Centro Interdepartamental da FOB, e que, desde 1998, é conhecido Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, o popular Centrinho.

1968. O governo federal promulga o AI-5, que marca o período mais obscuro do regime militar. A USP vive as tensões e centraliza grande parte do movimento estudantil da época. Neste ano, ocorre uma batalha campal entre estudantes da USP e do Mackenzie.

1969. O Museu de Zoologia é criado. Ocorre uma reforma universitária que modifica o nome de algumas unidades e determina a criação de outras, como o Instituto de Psicologia, originado do curso de psicologia mantido pela então Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências (FFCL, que passa a se chamar Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, a FFLCH).

1969. Criação da Coordenação Central de Pós-Graduação, o que marca o desenvolvimento do atual sistema de pós-graduação na Universidade.

1969. A Escola de Educação Física é incorporada à USP.

1969. Criação da Faculdade Municipal de Engenharia Química de Lorena (Famenquil). Dois anos depois, a instituição muda seu nome para Faculdade de Engenharia Química de Lorena (Faenquil).

1970. Criação do Instituto de Física (IF), do Instituto de Matemática e Estatística (IME) e do Instituto de Química.

1971. São criados o Coral da USP e os Institutos de Física e Química de São Carlos e o Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos.

1972. A Escola Politécnica constrói o primeiro computador brasileiro, apelidado de Patinho Feio.

1972. É criada a Orquestra Sinfônica da USP.

1972. O IAG é transformado em Unidade de Ensino e Pesquisa da USP. O IG desmembra-se do IAG e se torna unidade autônoma.

1973. Estudante Alexandre Vanucchi Leme é morto por policiais do DOI-Codi.

1976. Criação do Hospital Universitário.

1976. É criada a Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo.

1977. Início das transmissões da Rádio USP.

1979. Sancionada a lei de anistia a presos políticos. Alguns docentes e alunos da USP estão entre as pessoas que retornam ao Brasil neste momento.

1981. Cria-se o Sistema Integrado de Bibliotecas (Sibi).

1983. Faculdade de Farmácia e Odontologia de Ribeirão Preto é desmembrada em duas unidades: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto e Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto.

1984. A campanha por eleições diretas para a Presidência da República – Diretas Já – mobiliza a sociedade brasileira. Entre os líderes do movimento, estão professores e ex-alunos da USP, como Fernando Henrique Cardoso, Ulysses Guimarães, Mário Covas e outros.

1985. Começa a circular o Jornal da USP.

1986. O Instituto de Estudos Avançados é criado.

1988. A Resolução nº 3461, de 7 de outubro de 1988, estabelece o atual Estatuto da USP.

1988. São criadas as Pró-Reitorias de Pesquisa, Graduação, Pós-Graduação e Cultura e Extensão Universitária.

1989. Lançada a primeira edição da Revista USP.

1990. Criação do curso de Fonoaudiologia na Faculdade de Odontologia de Bauru.

1992. Criação da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto e a Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, em Pirassununga.

1992. Rio de Janeiro recebe a Eco-92, maior evento mundial sobre o meio ambiente à época. Diversos professores da USP têm participação direta ou indireta no encontro.

1993. Início das atividades do projeto Universidade Aberta à Terceira Idade.

1994. Fernando Henrique Cardoso, ex-professor da USP, é eleito presidente da República.

1995. Agência USP de Notícias inicia suas atividades.

1997. USP lança a primeira versão do seu site oficial, o www.usp.br.

1999. Criação do Prêmio USP de Direitos Humanos

2002. O bezerro Marcolino, primeiro animal clonado a partir de células adultas, é gerado na USP.

2004. Criação do Instituto de Relações Internacionais.

2005. Inauguração do campus da USP Leste e a Escola de Artes, Ciências e Humanidades.

2006. Extinção da Faenquil e conseqüente criação da Escola de Engenharia de Lorena, incorporada à USP.

2007. São criadas a Faculdade de Direito de Ribeirão Preto e a Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto.

Com informações do livro O Espaço da USP: presente e futuro, de Maria Adélia Aparecida de Souza.

História
.