Palavras chave: FFLCH

Revista de Antropologia traz o dossiê “Vicinalidades e Casas Partíveis”

A publicação semestral dispõe de acesso livre ao seu conteúdo, com o objetivo de divulgar os resultados das pesquisas na área.

Revista de História lança seu 171º volume

A edição traz temas como a escravidão, indígenas e conflitos coloniais na costa africana.

FFLCH lança novo volume da Revista Linha D’Água

A publicação traz uma série de análises sobre a língua portuguesa e suas variações.

Revista de Literatura e Cultura Russa lança edições de 2014

A RUS é uma publicação da área de Literatura e Cultura Russa da FFLCH e divulga estudos da área de russística no Brasil.

portal20141209_a
ECA relembra seu passado como voz de resistência à ditadura

Ex-alunos e professores da Escola de Comunicações e Artes da USP contam suas experiências sobre o período ditatorial.

Revista Filologia e Linguística Portuguesa lança especial sobre contribuição de Charlotte Galves

O volume reúne um conjunto de trabalhos originados em pesquisas orientadas pela professora, uma das maiores especialistas na gramática do português.

01122014ikebanaccjaponesafotomarcossntos010
Curso de Ikebana ensina arte da convivência

O Centro de Estudos Japoneses da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP realizou, nos últimos dias 28 e 29 de novembro, o evento “Artes tradicionais do Japão: Ikebana e Cerimônia do Chá”.

Professor Antonio Sérgio Alfredo Guimarães é nomeado para a Cátedra Simón Bolívar

Cátedra criada em 1968 visa levar anualmente estudiosos e intelectuais da América Latina para Cambridge.

CEM divulga datas dos próximos cursos de Geoprocessamento para políticas sociais

Curso acontece em novembro deste ano, e nos meses de março, abril, maio e junho de 2015.

Obra sobre representação política no México tem participação de professor da FFLCH

Adrian Gurza Lavalle, que também é pesquisador do CEM, é coautor de um dos capítulos de “La representación política de cara al futuro: desafíos para la participación e inclusión democráticas en México”.