Pesquisa da Esalq avalia características do abacaxi produzido em São Paulo

Publicado em Ciências, Pesquisa por em

Uma pesquisa de mestrado realizada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, pela engenheira de alimentos Fabiane Mendes da Câmara, avaliou as características do abacaxi Smooth Cayenne no momento da sua comercialização no mercado atacadista. O abacaxi é uma cultura importante para o Brasil e para o Estado de São Paulo, que só consegue produzir essa variedade do fruto.

Intitulada “Características qualitativas do abacaxi Smooth Cayenne comercializado na Ceagesp”, teve como objetivos avaliar, em um determinado período, as características do abacaxi, considerado como o mais valorizado do mercado em cada dia de coleta, correlacionar as suas características com medidas sensoriais e propor um modelo de determinação do ponto de colheita pelo produtor, com parâmetros de fácil coleta.

O estudo relata que no Entreposto Terminal de São Paulo (ETSP) da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp), o abacaxi é a décima fruta em volume de comercialização. O volume de abacaxi no ETSP cresceu de 30 mil toneladas em 1998, para 100 mil toneladas em 2010, e a proporção entre as duas principais variedades mudou drasticamente, no mesmo período, com grande desvantagem para a variedade Smooth Cayenne, quando comparada à variedade Pérola.

“As principais regiões de produção do abacaxi Smooth Cayenne estão geograficamente muito mais próximas do ETSP da Ceagesp, comparadas às regiões de produção do Pérola, variedade produzida nas regiões norte e nordeste do Brasil”, explica a pesquisadora. Entretanto, ela ressalta que “a relação entre o volume de comercialização do Smooth Cayenne e do Pérola de 4,5 vezes em 1998,  caiu para 0,50 em 2010, passando por 1,0 em 2005 e 2006”.

Fabiane destaca que no processo de comercialização no mercado atacadista de frutas e hortaliças existe uma grande variação de valor no mesmo dia para o mesmo produto, e que o valor do produto está relacionado à sua qualidade, frescor e tamanho. “Especificamente, a finalidade desse trabalho foi caracterizar o abacaxi Smooth Cayenne, provenientes dos estados de Minas Gerais e São Paulo, considerado o ‘mais valorizado’ no dia de acordo com a percepção dos atacadistas da Ceagesp, avaliar a sua conformidade com os aspectos sensoriais, de forma a garantir ao consumidor prazer no momento de consumo e propor medidas de fácil coleta para a caracterização do melhor fruto”.

O projeto e resultados

O abacaxi Smooth Cayenne considerado “o mais valorizado” de acordo com a percepção dos atacadistas foi coletado, semanalmente, no ETSP da Ceagesp no período compreendido entre outubro de 2007 e fevereiro de 2009, nos 12 maiores atacadistas responsáveis por mais de 60% volume de comercialização no período. As infrutescências consideradas “mais valorizadas” foram levadas ao Laboratório de Análises Químicas e Físicas do Centro de Qualidade em Horticultura da Ceagesp para caracterização por meio de medidas não destrutivas (avaliação visual da coloração da casca; tamanho: massa, comprimento e medida da circunferência dos terços apical, mediano e basal) e destrutivas (avaliação visual da translucidez da polpa; firmeza da polpa, teor de sólidos solúveis, acidez titulável, pH, relação entre o teor de sólidos solúveis e a acidez titulável).

A pesquisa demonstrou que o mercado atacadista considera “mais valorizado” os frutos com maior tamanho e que a melhor época de compra do abacaxi Smooth Cayenne em relação ao sabor são os meses novembro e dezembro. Comparando o cultivar Smooth Cayenne de Minas Gerais e de São Paulo, observou-se que os abacaxis mineiros em média apresentam maior teor de sólidos solúveis e maior acidez titulável, entretanto, os abacaxis paulistas em média são mais firmes que os mineiros. Não foi possível estabelecer uma boa correlação entre as características internas e externas do abacaxi, ou seja, a avaliação em relação aos aspectos qualitativos de sabor exige a utilização de medidas destrutivas.

Foi desenvolvido um modelo de regressão logística em que a variável resposta indica a probabilidade de um abacaxi ser “saboroso” ou não. O modelo, que utilizou as variáveis teor de sólidos solúveis, circunferência da base, comprimento da coroa e firmeza, mostrou efeito significativo para os abacaxis Smooth Cayenne colhidos no segundo semestre.

O estudo, financiado pela Ceagesp e pelos atacadistas que forneceram o produto gratuitamente, aponta as possíveis causas da perda de mercado de Smooth Cayenne e as medidas de melhoria da competitividade do produto por meio da utilização de características de fácil medição no ambiente agrícola e no mercado atacadista.

A análise estatística dos ensaios foi realizada no Centro de Estatística Aplicada (CEA) do Instituto de Matemática e Estatística (IME)  da USP. A pesquisa foi orientada pela professora Marta Helena Fillet Spoto, do Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição (LAN) da Esalq.

Mais informações: (19) 3429-4109

 

Pesquisa da Esalq avalia características do abacaxi produzido em São Paulo
Editoria: Ciências, Pesquisa - Autor: - Data: 3 de novembro de 2011

Palavras chave: , , , , ,

.