Lixo eletrônico: o que fazer com ele

Publicado em Meio ambiente por em

Na cartilha do consumo sustentável de equipamentos eletrônicos, o principal verbo que deve ser conjugado é o “reduzir”. Dados da Anatel mostram, por exemplo, que os brasileiros substituem seus celulares com cada vez mais frequência: o tempo médio para troca atualmente é de 7 a 9 meses. Resistir aos apelos da publicidade e não substituir seu eletrônico em bom estado por outro do qual não se tem real necessidade é o primeiro e essencial passo para um consumo consciente.

Na hora da compra, a professora Teresa Cristina Carvalho, do Laboratório de Sustentabilidade da Poli, recomenda que sejam adquiridos equipamentos com algum tipo de certificação verde – o que atesta que são, entre outras coisas, livres de substâncias tóxicas, como o chumbo, econômicos no consumo de energia e feitos de componentes recicláveis ou biodegradáveis.

Para o descarte correto, uma opção é recorrer aos fabricantes da peça. Empresas como Apple, CCE, HP, Motorola, Nokia, Itautec, Positivo, Dell, Philips e Sony informam que recolhem equipamentos e baterias usados. Procure o atendimento ao consumidor dos fabricantes.

Na USP, o Centro de Descarte e Reúso de Resíduos de Informática (Cedir), que inicialmente atendia somente a comunidade universitária, desde 2010 passou a receber de qualquer pessoa física mouses, teclados, CPU, monitores, impressoras, scanners, CDs, DVDs, webcams, telefones e celulares.

O Cedir coleta e avalia os equipamentos danificados ou obsoletos, recuperando-os e os encaminhado para ONGs e projetos sociais, quando possível, ou realizando o descarte adequado dos que não têm mais utilidade. O descarte adequado inclui desmontagem, classificação e pesagem para envio aos recicladores de acordo com o tipo de resíduo, como por exemplo, placas, metais e plásticos.

Para encaminhar os resíduos de informática, deve-se abrir chamado técnico no Help Desk do Centro de Computação e Eletrônica (CCE) da USP, pelos telefones (11) 3091-6454/6455/6456. A entidade avisa que o agendamento é feito apenas para o envio de lixo eletrônico em pequenas quantidades, que caracterizem o usuário como pessoa física.

O Cedir fica na Av. Prof. Lúcio Martins Rodrigues, Travessa 4, 399, Bloco 27, Cidade Universitária, São Paulo (ver mapa). Outras informações podem ser obtidas por email, ou na página do Centro na internet.

Conheça ação da USP em reciclagem de resíduos eletrônicos:

Na USP, catadores aprendem a melhorar a renda identificando resíduos de informática

.