Núcleo reúne estudos avançados da USP em alimentos e nutrição

Publicado em Ciências, Institucional, USP Online Destaque por em

Um grupo que integra 16 unidades da USP e que propicia condições para fortalecer o desenvolvimento de projetos de alimentos e nutrição.  Este é o  Núcleo de Pesquisas Avançadas em Alimentos e Nutrição (Napan), criado em 2010.

Sabendo o quanto a área de alimentos e nutrição é ampla e os numerosos estudos a respeito dentro da USP, os professores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF), Franco Lajola e Beatriz Rosana Cordenunsi – hoje coordenadora do Núcleo, idealizaram a reunião de quem trabalha com o assunto em um Centro de Alimentos e Nutrição. O Centro ainda é um projeto no papel, mas o núcleo já se estruturou e se consolida.

“Naquela época [quando o Centro foi idealizado], não estávamos tão preparados para o trabalho em conjunto, os pesquisadores eram mais ‘individualistas’, digamos. Hoje, já há uma maior consciência de que para se desenvolver um assunto de pesquisa é preciso que várias áreas trabalhem juntas” afirma a professora Beatriz.

O Napan conseguiu recursos para ser implantado no primeiro Edital da Pró-Reitoria de Pesquisa, em 2010. “Nós já concorremos na Fapesp [Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo] ao Cepid, um grande projeto que financia em R$ 5 milhões por ano durante cinco anos pesquisas dentro da cidade de São Paulo”, completa a coordenadora.

Entre bolsistas, mestrandos e doutorandos, que integram o Núcleo, são 60 pessoas, cujo trabalho é mantido com bolsas da Fapesp e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). “A pró-reitoria só oferece a possibilidade de pós-doutorandos obterem remuneração, mas ainda não contamos com eles”, conta Beatriz. Segundo a coordenadora, além da questão financeira, outro desafio que precisa ser resolvido pelo núcleo é a falta de espaço. “Aqui a gente aproveita todos os espacinhos e por enquanto estamos limitando a compra de novos equipamentos”, diz.

Modelo institucional

Segundo o ex vice-reitor e professor da FCF, Franco Lajolo, a ideia do Centro surgiu após a observação que a área de alimentos e nutrição despertava cada vez mais interesse científico em diversas escolas da Universidade. “Havia na Universidade muitas iniciativas na área de alimentação e nutrição, só que essas pessoas todas estavam trabalhando isoladas, perdendo assim a possibilidade de trabalhos integrados – e inclusive de dar mais visibilidade para os estudos a respeito dentro da USP”, afirma Lajolo.

“Procuramos o reitor João Grandino Rodas, que considerou a iniciativa ótima. Ele encampou a ideia, formando uma comissão com oitos unidades para desenvolver um modelo institucional que integrasse atividade de ensino e pesquisa nesta área”, conta o docente.  A comissão trabalhou bastante e propôs a criação de um centro avançado para a pesquisa de alimentação e nutrição. O objetivo é a integração, tornando as pesquisas multidisciplinares, integrando o ensino e até mesmo as atividades de extensão.

.