Quem é quem na redação – Moisés Dorado dos Santos

Publicado em Especial por em

Moisés Dorado dos Santos, editor de arte

Trabalha no Jornal da USP desde 1989 (24 anos, sendo 18 como editor de arte)

Um fato realmente marcante foram as palavras de Elifas Andreato, em uma entrevista concedida a Leila Kiyomura [repórter do Jornal da USP], que dizia mais ou menos assim, sobre a forma como o artista gráfico desenvolve seu trabalho e que tenho como verdade. Embora seja também um jornalista, me considero um acessório, no bom sentido da palavra. Eu jamais conseguiria ser maior do que a obra. É um trabalho coadjuvante de atuação em que passo a imprimir a minha personalidade, que me vejo na obra. Em um espaço que ninguém nota a existência, que é o espaço do artista gráfico. E, mesmo considerando que sou um acessório, sei também que se eu conseguir traduzir o conteúdo (reportagem, entrevista ou qualquer outro material jornalístico) de maneira correta, eu apresento os verdadeiros artistas (repórteres e fotógrafos), pois traduzi em imagens uma ideia, um pensamento deles. E ganhei o livro “Retrato do Brasil” autografado, que guardo com muita estima e recordação.

< voltar

.