Professor da FMUSP assina artigo sobre diversidade do vírus da dengue

Publicado em Pesquisa por em

Da Assessoria de Comunicação do III-INCT

O professor Esper Kallas, da Disciplina de Imunologia Clínica e Alergia, da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), Esper Kallas é um dos coautores do artigo Inter – and Intra-Host Viral Diversity in a Large Seasonal DENV2 Outbreak. Publicado na revista científica PLoS One no dia 2 de agosto, o artigo apresenta como o vírus tipo 2 da dengue – o DENV2 – pode se modificar.

Para chegar a essa conclusão, a equipe de cientistas sequenciou o genoma completo de dez amostras colhidas durante o surto ocorrido na Baixada Santista (SP), em 2010. Durante a análise, o grupo percebeu que, ao contrário do que as técnicas antigas de avaliação genética apontavam, o vírus da dengue permanece bastante estável tanto em surtos quanto dentro de cada indivíduo.

Kallas crê que os resultados podem contribuir para o entendimento dos mecanismos da enfermidade e interação entre o organismo e o vírus. “Podemos estudar os genes do vírus e escolher regiões para constituir uma futura vacina”, diz o também pesquisador do Instituto de Investigação em Imunologia – Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (iii-INCT).

Os investigadores Felipe S. Salvador, José Eduardo Levi, Camila Malta Romano, Célia Rodrigues Lima, Cláudio Sergio Pannuti, Lucy S. Villas-Boas (todos do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo), Evaldo Stanislau A. Araújo (Hospital Ana Costa), Michael Lauck e David O’Connor (ambos da University of Wisconsin – Madison) também são coautores do trabalho.

Leia o artigo completo – em inglês –  neste link.

Mais informações: (11) 2661-5907, email debora@iii.org.br

.