Equipe multiprofissional agiliza atendimento em Centro de Saúde da FSP

Publicado em Saúde por em

Júlio Bernardes / Agência USP de Notícias

A equipe do Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza, da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, realiza um projeto que abrevia o tempo de espera para marcação de cirurgia, exames complementares e consulta com especialistas. Os pacientes da área de abrangência do Centro de Saúde, em Pinheiros (zona oeste de São Paulo), que procuram o serviço para marcação de consulta com o clínico passam pela triagem com uma equipe multiprofissional que inclui médico, enfermeiro, assistente social, biólogo, nutricionista, psiquiatra e psicólogos. A equipe o acolhe, verifica sua demanda, avalia a situação e busca a resolução de cada caso.

O projeto teve início em julho de 2011, com coordenação da médica Patrícia Helen Rondó, diretora do Centro de Saúde. A triagem recebe cerca de 15 pacientes por semana, todas as sextas-feiras, com agendamento prévio na unidade. O Centro de Saúde atende uma população de mais de 100 mil habitantes, residentes na região de Pinheiros.

“A maioria dessa população é composta por adultos e idosos, que necessitam principalmente de um clínico geral”, conta e enfermeira Luciana Xavier Junqueira, que integra o projeto. “O atendimento segue os princípios de regionalização do Sistema Único de Saúde [SUS]”, diz a assistente social Sueli Mariano Correa Setin, que também faz parte da equipe.

Encaminhamento

Sueli explica que as pessoas procuram o Centro vindas de diversos recursos do sistema de saúde. “Eles vêm do Hospital das Clínicas [HC] da Faculdade de Medicina da USP [FMUSP], de unidades da Assistência Médica Ambulatorial [AMA] e do Atendimento Médico de Especialidades [AME], de serviços particulares, e alguns vem inclusive pedir informações”, relata. “Como o número de profissionais disponíveis é menor do que a demanda, há a necessidade de agilizar o atendimento por meio da triagem”.

“A equipe procura ouvir a demanda, analisando cada caso para definir o encaminhamento mais adequado”, diz Luciana. “Por exemplo, se o paciente chega com uma solicitação de outro serviço de saúde para agendar consulta com um médico ortopedista, é feita uma Guia de Referência e Contra-referência, para marcar o atendimento na rede do SUS. Isso é feito também em outras especialidades, tais como neurologia, proctologia e endrocrinologia, entre outros”.

Conforme a demanda, o paciente pode passar por outros profissionais, além dos médicos. “Por ser uma triagem aberta, a demanda nem sempre é conhecida, o que reforça a necessidade de um trabalho em equipe e um olhar multiprofissional”, afirma Sueli.

Luciana ressalta que a receptividade dos usuários do Centro de Saúde ao serviço de triagem é boa. “O paciente sempre sai com uma orientação e, conforme a disponibilidade de vagas, consegue agendar a consulta com especialistas, cirurgia ou exames complementares”, destaca. Sueli acrescenta que “o contato durante a triagem permite não apenas viabilizar o agendamento como permitir outros desdobramentos para o usuário”.

Mais informações: (11) 3061-7882

.