Lançamentos de abril da Edusp abordam escritores e dramaturgos

Publicado em Cultura por em

Da Agência USP de Notícias

A Editora da USP (Edusp) apresenta cinco lançamentos neste mês de abril. Para adquiri-los, basta entrar no site da editora.

Benjamin & Brecht (408 páginas, R$ 82,00): A relação entre essas duas grandes figuras sempre foi permeada de preconceitos e assimetrias, uma visão caracterizada principalmente pela ideia de influência unilateral por parte de Brecht. Com base em diários, cartas e fotografias, Edmunt Wizisla procura restituir essa análise, visando não só a produção crítica e intelectual, mas principalmente a dimensão pessoal, onde a amizade se torna um fator essencial para compreender essa troca.

Correspondência Mário de Andrade e Escritores/Artistas Argentinos (416 páginas, R$ 83,00): A obra epistolar de Mário de Andrade talvez seja a melhor fonte para compreender o legado intelectual que ele nos deixou. Conservadas no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) da USP e agora compondo esse quarto volume da série de correspondência, as cartas enviadas para escritores e artistas argentinos mostram o profundo interesse que o autor despertou no país vizinho, além de um domínio ímpar da literatura argentina.

Correspondência Mário de Andrade e Luiz Camillo de Oliveira Netto (288 páginas, R$ 60,00): As cartas que compõem essa correspondência compreendem um período que vai desde a Revolução de 1930 até o fim da era Vargas. Apresentado a Mário de Andrade por Carlos Drummond de Andrade, Luiz Camillo foi um notável escritor e bibliófilo mineiro que, assim como Mário, defendeu arduamente a necessidade de estimular a pesquisa em nosso país. Instigantes pela maneira peculiar de escrever, nas cartas os intelectuais discutem vários temas, entre eles os referentes aos cargos públicos que ocupavam.

Os Encantos de Medeia (154 páginas, R$ 25,00): Irônico, cômico e despejando críticas pesadas à sociedade portuguesa do século XVIII, Antonio José da Silva, o Judeu, nos apresenta nesta peça uma Medeia um tanto diferente do mito clássico, pois, quando destacada da imagem mortífera a qual sempre esteve associada, a heroína desperta antes o riso que o terror, mas sem nunca perder o efeito catártico.

Recursos Estilísticos na Dramaturgia de Jorge Andrade (208 páginas, R$ 39,00): Elizabeth Azevedo nos apresenta aqui uma análise majestosa dos processos de criação artística do paulista Jorge Andrade. Além de destacar suas influências e preferências literárias, propõe visualizar a trajetória que Jorge Andrade percorreu desde suas primeiras peças, com fragmentos autobiográficos, até o aperfeiçoamento dessa técnica, quando o escritor já dominava os procedimentos dramáticos, misturando épica e expressionismo.

Mais informações: site http://www.edusp.com.br

.