MENUMENU

Projeto de novo aspersor de água desenvolvido pela Esalq está em processo final de patente

Entre outros avanços, o novo aspersor não necessita de troca de bocais e é controlado por computador para aplicar taxas variadas de aspersão.

Pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) estão desenvolvendo uma nova tecnologia para irrigação de lavouras. O estudo começou como o doutorado Desenvolvimento de um aspersor de taxa variada para irrigação de precisão, que constatou a melhor eficiência de sistemas de irrigação que aplicam taxa variada. A partir disso, Robson André Armindo, autor da pesquisa, iniciou o desenvolvimento do “Aspersor de Vazão Ajustável”, atualmente em processo de patente.

Este novo tipo de aspersor não necessita de troca de bocais, tem estrutura reduzida e se adapta melhor a diversos tipos de terrenos e culturas. Além disso, ele é controlado por computador, por um software feito em Pascal em ambiente Delphi. Para sua construção, dois prótipos foram desenvolvidos pelo Laboratório de Hidráulica do Departamento deEngenharia de Biossistemas (LEB). O primeiro apresentou resultados estatísticos satisfatórios mas resultados técnicos questionáveis. Já o segundo apresentou resultados satisfatórios em ambos os casos. É este o protótipo que está em fase final de registro de patente.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Esalq

Mais informações: (19) 3429-4109 / 4485, 3447-8613 

Scroll to top