Professora da FFCLRP inaugura Centro de Memória da Mogiana

Publicado em Institucional por em

Será inaugurado neste sábado (14), a partir das 9 horas, o Centro de Documentação e Memória da Mogiana, na Fazenda Santa Cecília, a 300 km de São Paulo, na Rodovia SP 338, entre as cidades de Cajuru e Mococa. O projeto de restauro é do arquiteto Marcos Tognon, da Universidade de Campinas (Unicamp), e a coordenação é da professora Silvia Maria do Espírito Santo, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP.

O evento de inauguração contará com apresentação musical, seguida da palestra “As fazendas de café em São Paulo: perspectivas historiográficas e desafios para gestão documental”, com o professor Paulo César Marins, historiador do Museu Paulista da USP.

Às 10 horas, haverá a palestra “Restauro e conservação da Fazenda Santa Cecilia”, com o professor Marcos Tognon e mediação da professora Silvia Maria do Espírito Santo. Às 11h15, será descerrada a placa inaugural, seguida de visitação monitorada aos prédios da Fazenda.

Centro

O Centro contém raridades históricas, como os livros da época do café, sendo o mais  antigo de 1889, além de fotos e revistas agrícolas, entre elas A Fazenda. “É um espaço multidisciplinar de pesquisa e conservação da documentação do café”, diz a professora Silvia.

Segunda a professora, o Centro de Documentação tem o objetivo de guardar a memória da época,  promover eventos, palestras, workshops, além de ser um espaço de pesquisa para estudiosos da área. “As ações do Centro de Memória serão direcionadas para a conservação, constituição e reprodução digitais de acervos documentais analógicos e bibliográficos, conservação preventiva, restauração, organização e divulgação”, completa.

Alunos do curso de Ciência da Informação e Documentação da FFCLRP, junto com profissionais especializados, trabalharam no processo  de higienização dos livros e fotos do  acervo, produção de embalagens acondicionadoras, restauro da casa  grande e da antiga recepção da fazenda, para ser o centro de documentação.

O evento é apenas para convidados, mas futuramente o Centro de Memória será aberto à visitação pública.

Mais informações: (16) 3602-4873.

.