Morre aos 90 anos Diva Benevides Pinho, professora emérita da FEA

Publicado em Institucional por em

A professora emérita da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP Diva Benevides Pinho de 90 anos, faleceu na tarde do dia 3 de março, em sua casa, onde se recuperava de um AVC. O velório será realizado até às 15 horas, no Funeral Home (Rua São Carlos do Pinhal, 376, São Paulo) e o sepultamento está marcado às 16 horas, no Cemitério Congonhas (Rua Ministro Álvaro de Sousa Lima, 101, São Paulo).

Viúva do professor Carlos Marques Pinho, Diva Pinho fundou em 2011 a Casa de Cultura Carlos e Diva Pinho, no Pacaembu, espaço que promove atividades culturais e cujos recursos são destinados ao Funcadi (Fundo Carlos e Diva Pinho), projeto idealizado pelo casal com o objetivo de captar recursos destinados a apoiar o departamento de Economia da FEA com bolsas de pesquisa. Em 2006, foi uma das idealizadoras da AMEFEA (Associação de Amigos da FEA), que apoia a formação de graduandos dos quatro cursos da FEA com a concessão de bolsas de estudos.

A professora Diva Benevides Pinho participou ativamente da história da FEA, que está completando 70 anos, como docente e mais recentemente como benfeitora. Patrocinou várias ações e instalações para uso acadêmico, como um sofisticado auditório e uma ampla sala equipada com recursos audiovisuais para aulas e reuniões. Diva Pinho dizia: “Toda a minha experiência, a minha cultura, tudo o que sou e fiz, eu devo à USP. Em gratidão, tenho trabalhado muito para que a Universidade consiga levantar recursos”.

Diva Pinho inspirava a todos com sua cultura de cooperação, fomentando a necessidade de se incentivar, principalmente nos ex-alunos, a retribuição à Universidade. Em agosto passado, ao comemorar seus 90 anos em um evento na FEA, ela falou aos presentes: “Nesse esforço, conclamo os ex-alunos a darem sua contribuição para que essa faculdade continue sendo um centro de excelência”.

Professora Diva Benevides Pinho | Foto: Divulgação/FEA
Professora Diva Benevides Pinho | Foto: Divulgação/FEA

Lançamento do livro

A professora emérita comemorou seu nonagésimo aniversário com o lançamento do livro “O Tempo Revisitado – Releitura Proustiana de 70 anos como estudante e docente da USP”, em que conta toda a sua trajetória uspiana. Ela realizou todos os seus estudos na USP. Formou-se inicialmente em Ciências Sociais (1949) e, posteriormente, em Ciências Jurídicas e Sociais (1955). Em 1959, obteve a licenciatura em Ciências Sociais. Fez doutorado em Economia (1961) e obteve a Livre Docência (1964), ambos na antiga FFCL (Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras).

Diva Pinho ingressou na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP em 1970, após a reforma universitária que transferiu da FFCL para a FEA as disciplinas ligadas à economia. Na época, ela fazia parte da equipe do professor catedrático francês Paul Hugon, da cadeira de Economia Política e História das Doutrinas Econômicas, e já era livre-docente. Em 1976, Diva Pinho tornou-se professora titular do departamento de Economia da FEA. Foi chefe do departamento de Economia por oito anos. Após sua aposentadoria, em 1995, ela continuou na Faculdade como pesquisadora e, em 2009, a Congregação outorgou-lhe o título de professora emérita.

A professora Diva Pinho era considerada herdeira intelectual da missão francesa, de tradição humanista, que implantou o ensino de economia na USP. Ela lecionou várias disciplinas, tanto na FFCL quanto na FEA, com destaque para História do Pensamento Econômico e Sistemas Econômicos Comparados. Foi uma das pioneiras no estudo do cooperativismo no país.

Dedicou-se também ao estudo sobre o mercado da arte. Em 1989, escreveu o livro “Arte como investimento”. Um de suas pesquisas refere-se a manifestações artísticas dos jovens na periferia de São Paulo e a possibilidade de reuni-los em cooperativas de trabalho de arte de microcrédito. Nas horas de lazer, ela dedicava-se a pintar quadros, alguns deles expostos na festa dos seus 90 anos.

Da Assessoria de Imprensa da FEA

.