Anais da Esalq são digitalizados para consulta online

Publicado em Pesquisa por em

Alicia  Nascimento Aguiar / Assessoria de Comunicação da Esalq

A revista Scientia Agricola, publicação científica da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da USP em Piracicaba; editada desde 1992, em continuação aos Anais da Esalq, acaba de disponibilizar versão online da coleção completa dos Anais, desde 1944 a 1991. Neste período, eram publicados apenas artigos derivados de pesquisas da instituição. A partir de 1992, a revista assumiu um caráter de publicação científica abrangente, sob o nome de Scientia Agricola, expandindo os horizontes do periódico e da instituição no Brasil e no exterior.

Os artigos publicados nos Anais da Esalq eram uma referência na primeira metade do século 20, pois naquela época existiam poucas publicações direcionadas para as Ciências Agrárias. Até 1992, cerca de 1,8 mil artigos científicos foram divulgados sob a chancela da publicação. Naquele ano, os “Anais da Esalq” foram substituídos pela publicação caracterizada por possuir amplo espectro, abrangendo Produção Vegetal, Produção Animal, Engenharia Agrícola, Tecnologia Agroindustrial, Ciências Florestais e aplicações da ciência básica nas Ciências Agrárias, Ambientais, do Solo e Biológicas.

Editada totalmente em língua inglesa, desde 2003, a Scientia Agricola integra o núcleo das primeiras 14 revistas que inauguraram a base SciELO. O Sistema SciELO de Publicação é um componente da metodologia SciELO e utiliza o Open Journal Systems como suporte de gerenciamento e publicação de periódicos em formato eletrônico. Agora, digitalizada desde os Anais, todos os artigos da revista estão disponibilizados na base SciELO. A consulta é gratuita pelo www.scielo.br/sa para artigos da Scientia Agricola e www.scielo.br/aesalq para artigos dos Anais da Esalq.

De acordo com o editor–chefe da revista, Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni, a Scientia Agricola é, atualmente, a revista brasileira de maior impacto na área de Ciências Agrárias. “A inserção dos artigos dos Anais na base SciELO é de extrema importância, pois constitui o registro histórico de cerca de 50 anos de pesquisa desenvolvida pela Esalq, dos anos 40 aos anos 90 e que, a partir de agora, fica disponível gratuitamente a todo público nacional e internacional na principal base de dados de periódicos científicos da América Latina, Portugal e Espanha”.

A digitalização dos Anais da Esalq foi possível com recursos da Comissão de Orçamento e Patrimônio (COP) da USP. Nesse processo, foram investidos R$ 130 mil .

Mais informações: site www.esalq.usp.br

.