Empresa incubada na EsalqTec fica entre finalistas de competição de tecnologia

Publicado em Tecnologia por em

Ariane Precoma / Assessoria de Comunicação da Esalq

A Agrofficio, startup residente na EsalqTec – Incubadora Tecnológica da USP, esteve entre as dez finalistas da Competição de TI e Inovação para o Reino Unido, realizada pela UK Trade & Investment (UKTI) e British Consulate-General, com o apoio da Agência de Inovação Inova Unicamp, no Estado de São Paulo.

Incubada desde 2013, a Agrofficio participou da competição com o projeto KPI Farm, uma plataforma SaaS (Software as a Service), baseada em tecnologias livres (open source), que ajuda produtores rurais no gerenciamento de fazendas e, também, no aumento da produtividade do negócio.

A startup concorreu com mais nove empresas no Estado de São Paulo, entre elas a vencedora I.Systems, que está consolidada no mercado desde 2010, atuando com a solução leaf (software que otimiza processos industriais atuando de maneira contínua) e atendendo a empresas como a Coca-Cola, Ajinomoto, São Martinho Destilação e Evaporação, entre outras.

Segundo o engenheiro agrônomo Luiz Faria, sócio-diretor da Agroffício, o KPI Farm é um centralizador de todas as informações relevantes e um fornecedor de relatórios operacionais e gerenciais. “Com a solução os produtores poderão descartar suas anotações em papéis ou planilhas e fazer de qualquer lugar o planejamento de safra, o gerenciamento do cronograma de atividades e sua execução, o gerenciamento de estoques e insumos aplicados e, ainda, analisar resultados financeiros por talhão, projeto ou fazenda”, explicou.

A competição foi aberta para todas as empresas de TI, sejam elas startups incubadas ou empresas já amadurecidas, sem restrição mínima de faturamento e número de funcionários.

Para o empresário, o maior aprendizado da competição aconteceu a partir dessa característica. “O fato de a competição ser aberta tanto para startups, como para empresas consolidadas, me fez ver o quanto de caminho ainda temos por percorrer. Foi muito importante ter o contato com pitch dessas empresas, com seus planos de internacionalização e, também, com as perguntas feitas para que as empresas pudessem chegar até o Reino Unido”, destacou Faria.

No entanto, além de finalista da Competição de TI e Inovação para o Reino Unido, a Agrofficio esteve entre os 20 escolhidos do Programa Inovativa Brasil (iniciativa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, realizado pela Endeavor e apoiado pela McKinsey&Company) que contemplou uma viagem ao Vale do Silício (Califórnia, Estados Unidos) no início deste ano.

A experiência, que ocorreu de 11 a 18 de janeiro, pôde proporcionar ao empresário o contato com importantes aceleradoras e empresas, como a Google, uma visita à Universidade de Stanford, além de importantes palestras sobre o empreendedorismo no Vale do Silício e treinamentos de pitch – principal ferramenta para obter sucesso, não só em programas e competições, como as citadas, mas também para atrair investidores para a empresa.

A competição

A Competição de TI e Inovação para o Reino Unido teve como objetivo selecionar sete empresas inovadoras do setor de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) – uma de cada região do país – que serão contempladas com uma viagem ao Reino Unido, em maio deste ano, onde conhecerão seus principais centros tecnológicos, entre os quais o polo tecnológico de Londres, que atualmente hospeda 1400 empresas desde startups até gigantes do setor, como Google, Facebook, Intel e Twitter, além de participar do Rio Info Europe 2014.

Ao todo, dez empresas de cada região foram selecionadas para a etapa final, onde foi realizada a apresentação do pitch (conceito que decorre dos cinco minutos que o empreendedor tem para, ao encontrar um potencial investidor, vender a sua ideia/produto e serviço) de cada empresa para uma banca composta por especialistas do Consulado Britânico e das incubadoras e agências regionais parceiras.

Entre as finalistas de São Paulo também estiveram as empresas AgendaPet, GPNX, Marketing Aumentado, Neger, Phi Innovations, Solstício Energia, Tigra e Virtua Avionics.

Os finalistas foram avaliados pela apresentação e descrição da empresa, plano de negócios, diferencial competitivo, segmento de atuação e público-alvo, nível de maturidade do projeto e experiência da equipe e perfil do empreendedor. Cada requisito teve seu peso e pontuação, podendo o competidor chegar à somatória de 100 pontos.

EsalqTec

A EsalqTec – Incubadora Tecnológica é um projeto da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP e da Fealq – Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz. Está instalada na fazenda Areão em uma área anexa ao Campus Luiz de Queiroz.

A incubadora disponibiliza espaço, serviços, infraestrutura, orientação e estrutura técnica, administrativa e operacional, num sistema compartilhado de incubação, a fim de apoiar a consolidação de micro e pequenas empresas de inovação tecnológica, destinando-se a empreendedores que detectaram uma oportunidade de negócio, conhecem como viabilizá-la, mas necessitam de um espaço e período para término da definição do empreendimento, comprovação da viabilidade técnica ou, ainda, elaboração do protótipo e viabilização do capital para o início do negócio.

.