Grupo de Óptica do IFSC conquista ‘Prêmio Baldacci de Publicação Científica’

Publicado em Pesquisa por em

O Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP, por meio dos pesquisadores Fernanda Rossi Paolillo, Aldalberto Vieira Corazza, Audrey Borghi-Silva, Cristina Kurachi e Vanderlei Salvador Bagnato, em parceria com Nivaldo Antonio Parizotto, pesquisador da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), conquistaram o Prêmio Baldacci de Publicação Científica, que chega em sua segunda edição com o tema “Cardiopatia na Mulher”, dando destaque a autores de publicação médico-científica que tenham contribuído para a divulgação e o avanço da ciência.

O artigo premiado, “Infrared LED irradiation applied during high-intensity treadmill training improves maximal exercise tolerance in postmenopausal women: a 6-month longitudinal study”, foi publicado na Lasers in Medical Science em 2013. Tendo como primeira autora a pesquisadora Fernanda Rossi Paolillo, o trabalho mostra resultados de avaliações cardiológicas realizadas em mulheres de meia idade na pós-menopausa, que realizaram a fototerapia com LED’s infravermelhos, conjugada com o estresse mecânico induzido por exercício em esteira ergométrica, uma iniciativa inédita, já que a fototerapia foi aplicada durante o exercício físico.

Nesta pesquisa, foram utilizadas duas placas com 2 mil LED’s que emitem infravermelho, especialmente desenvolvidas pelo Grupo de Óptica do IFSC. O estudo clínico foi desenvolvido no Laboratório de Fisioterapia Cardiopulmonar da UFSCar. Os testes de esforço máximo realizados antes e depois do tratamento mostraram que o tratamento previne cardiopatia na mulher, tendo sido constatado o aumento do tempo do teste de esforço e do estágio de Bruce, bem como a redução dos valores absolutos da Frequência Cardíaca (FC) no isotime e dos escores da escala de Borg, o que indica menor esforço cardiovascular e menor cansaço físico durante a realização do exercício, como resultado do aumento da tolerância ao exercício máximo. Estes benefícios refletem adaptações cardiovasculares benéficas e aumento da capacidade aeróbia. Além disso, a redução da FC observada é importante para reduzir o risco de doenças cardiovasculares em mulheres no período de pós menopausa.

Os artigos que concorreram ao Prêmio Baldacci foram selecionados pelo Departamento Médico-Científico dos Laboratórios Baldacci Ltda. O período da publicação teria que ser no decurso do ano de 2013 em revista com importante fator de impacto, e desenvolvida exclusivamente por pesquisadores brasileiros.

O artigo integra pesquisa já concluída pela doutora Fernanda Rossi Paolillo, que atualmente realiza o pós-doutoramento no IFSC sob supervisão do professor Vanderlei Salvador Bagnato. Para a premiada, a conquista deste prêmio é muito importante não só para sua carreira acadêmica, como também para a profissional. Através deste trabalho, novas linhas de pesquisa podem surgir e, com isso, mais incentivo ainda para publicar cada vez mais. Contudo, para mim não está em causa apenas a publicação de artigos, já que como trabalho na área de desenvolvimento de tecnologia aplicada à saúde, sei que o benefício é direto para população e podemos avançar em novas técnicas desenvolvidas na Universidade para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Este prêmio também é importante porque mostra que as empresas incentivam e se preocupam com o desenvolvimento da ciência”, comenta Fernanda.

O prêmio será entregue a Fernanda durante o 13º Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, que acontece no Centro de Convenções de Ribeirão Preto, entre os dias 7 e 9 de agosto.

Com informações da Assessoria de Comunicação do IFSC

.