FOB procura voluntários com disfunção temporomandibular

Publicado em Saúde por em

Até o dia 26 de outubro, pesquisadores do Departamento de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP selecionam voluntários para a realização de pesquisa envolvendo tratamento fonoaudiológico para pessoas com disfunção temporomandibular (DTM).

Os interessados deverão ter entre 19 a 44 anos de idade, apresentar DTM do tipo mista – que tenha dor, dificuldade ou limitação para abrir a boca, estalos na ATM e dores na face – e não estar em tratamento para este quadro.Os pacientes serão submetidos a oito sessões de terapia, uma vez por semana, durante dois meses, com duração de 30 minutos cada.

Os voluntários não poderão fazer uso de prótese dentária ou apresentar doenças neurológicas, síndromes, alterações dentárias importantes, diagnóstico de rinite, obstrução nasal crônica, apnéia obstrutiva do sono, doenças pulmonares, hábito de tabagismo, distúrbios psiquiátricos, doenças reumáticas, histórico de cirurgia bucomaxilofacial ou laríngea pregressa, traumas de face e queixas de voz.

Disfunção temporomandibular

Dentre os diversos tipos de dores orofaciais existe a disfunção temporomandibular (DTM), que se manifesta pelo bruxismo (apertamento dos dentes), ocasionando fraturas nos dentes, dores de cabeça, entre outros sintomas. Já a ATM é a articulação temporomandibular que liga o maxilar inferior ao crânio.

Mais informações: (15) 99694-1651, falar com Letícia

FOB procura voluntários com disfunção temporomandibular
Editoria: Saúde - Autor: - Data: 19 de outubro de 2015

Palavras chave: , , , ,

.