Mostra realizada na Poli ajuda a formar delegação brasileira de jovens cientistas

Publicado em Ciências por em

Da Assessoria de Imprensa da Febrace

A Intel Brasil anunciou a Delegação Brasileira de jovens estudantes selecionados para disputar a edição de 2013 da Intel ISEF (Intel International Science and Engineering Fair), maior feira pré-universitária de ciências do mundo. O grupo é composto por 28 estudantes representando os projetos que foram finalistas das duas principais feiras nacionais: Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), organiza em São Paulo pela Escola Politécnica (Poli) da USP e Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia (Mostratec), que acontece em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. A ISEF é realizada desde 1950 e já revelou diversos projetos inovadores.

A Intel ISEF acontecerá de 14 a 18 de maio de 2013, no Phoenix Convention Center, em Phoenix, Arizona (Estados Unidos). A feira reunirá mais de 1.600 de jovens cientistas e inovadores, selecionados nas mais de 550 feiras de ciências classificatórias em todo o mundo. Ao todo, foram 65 mil participantes.

Os projetos finalistas, que usam novas e avançadas tecnologias, abordam questões como pesquisas sobre o aquecimento global e fontes alternativas de combustível, inovações em engenharia resultando na melhoria da funcionalidade robótica, estradas mais seguras e avanços em medicina. Os alunos apresentarão os projetos de pesquisa para painéis formados por juízes e para o grande público, enquanto competem por cerca de 4 milhões de dólares em bolsas de estudos e prêmios. Os vencedores de cada categoria serão anunciados no dia 17 de maio.

“O potencial de estudo e pesquisa dos jovens brasileiros é enorme. A cada ano temos projetos mais detalhados e melhor trabalhados, o que tem melhorado bastante o desempenho da delegação brasileira na feira”, relata o gerente de Educação da Intel Brasil, Rubem Paulo Saldanha. “A Intel acredita que esse tipo feiras ajuda no incentivo aos jovens a inovar, por meio de pesquisa, principalmente as áreas da matemática, da ciência e da tecnologia”, afirma.

Febrace

A 11ª edição da mostra de projetos da Febrace aconteceu entre os dias 12 e 14 de março, em São Paulo, e recebeu 330 projetos, desenvolvidos por estudantes de todo o Brasil. Todos foram avaliados por pesquisadores mestres e doutores da USP, de universidades parceiras e por profissionais do mercado. De todos os projetos apresentados, nove foram selecionados para competirem na Intel ISEF, vindos dos estados de Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Sul, São Paulo e Sergipe.

A Febrace é promovida e organizada pela Poli por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis. Sua equipe é formada por profissionais e estagiários de engenharia, ciência da computação, jornalismo, relações públicas, publicidade, letras, design e audiovisual.

A coordenação do evento está sob a responsabilidade da professora Roseli de Deus Lopes, doutora em engenharia elétrica e livre docente da Poli. Além disso, Roseli é coordenadora do núcleo de tecnologias para a educação do Laboratório de Sistemas Integráveis.

Mais informações: site http://febrace.org.br

.