USP Leste recebe Feira de Inovação e Empreendedorismo

Publicado em Tecnologia, USP Online Destaque por em

Entre os dias 23 e 25 de agosto, a Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, no campus da Zona Leste, sediará a primeira edição da USPiTec – Feira USP de Inovação & Empreendedorismo, com o tema “Inovação com responsabilidade social”.

O evento, idealizado pelo professor Vanderlei Salvador Bagnato, do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da USP, e organizado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e a Agência USP de Inovação, quer ampliar o acesso de profissionais e do público em geral à inovação tecnológica produzida na Universidade, bem como estimular as trocas de experiências e novas parcerias e possibilidades científicas.

Os projetos de pesquisa serão expostos através de estandes, conferências e workshops. A opção pela EACH como sede atende a duas finalidades principais: tornar o campus, inaugurado em 2005, mais valorizado e conhecido pela população e, por abrigar a graduação de Bacharelado em Têxtil e Moda, também se alinhar com a proposta de um dos mais importantes eventos apresentados na Feira, o workshop “Tecendo a Inovação”, que contará com diversas palestras voltadas às novas tecnologias presentes no ramo da fabricação têxtil, incluindo nanotecnologia, e apresentações como a da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (ABIT).

Alexandre Lima, responsável pela organização geral da USPiTec, identifica outro público-alvo do evento:

“É essencial recebermos também os jovens, alunos de ensino médio e técnico, que venham ver o que os nossos estudantes realizam, e se sintam estimulados à pesquisa de trabalhos novos e empreendedores”.

No entanto, Alexandre sabe que esta não é uma tarefa fácil. “Quando citamos para um adolescente uma Feira ligada às Ciências, normalmente ele não se interessa tanto, razão pela qual nos esforçamos para promover atrações mais chamativas para esta faixa etária”.

Entre estas, estão algumas da Estação Ciência (EC) da USP, o Show da Física, mostrado pelos alunos do Instituto de Física (IF) e o de Ótica, do IFSC, mas principalmente a participação do Grupo Warthog Robotics, formado por alunos da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, que durante os três dias realizará partidas de futebol entre robôs.

Daniela Maia, que cuida da organização dos expositores do evento, reforçou que a própria Feira em si é inovadora. “A ideia não é apresentar as unidades, como a ‘USP e as Profissões’, ocorrida no início de agosto, nem uma apresentação de experimentos científicos, uma simples feira escolar de ciências. Pretendemos colocar em pauta as pesquisas em andamento, que tenham potencial de aplicação. É primordial que sejam pesquisas inovadoras, que permitam novos avanços em suas respectivas áreas de atuação”.

Áreas de estudo presentes

A maior parte das unidades da USP estará representada na Feira, divulgando as mais variadas pesquisas, de acordo com suas especializações. O estande da Escola Politécnica (EP), por exemplo, será o maior espaço do evento, com 36m² de área, conforme aponta Anielle Guedes, da Diretoria de Eventos do Núcleo de Empreendedorismo da USP (NEU). “Essa área permitiu até uma divisão interna entre os grupos de pesquisa. Vamos distribuir materiais impressos com modelos de negócio, descrição de iniciativas empresariais e falar sobre ex-alunos da USP que hoje são destaque no mercado. A estrutura também é boa, teremos a exibição de vídeos em uma TV de 50””, conta.

O professor que coordena o estande do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP, Luis Carlos de Souza Ferreira, explicou a situação dos trabalhos a serem mostrados. “Nossa presença na USPiTec terá sete pesquisas, em diferentes fases de evolução, ou analisando dados, ou iniciando a coleta de resultados, realizando testes de campo”, citou. Apesar do instituto em comum, as pesquisas seguem rumos mais próprios. Um destes grupos está desenvolvendo um método que utiliza radiação para interferir na proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue, afetando a fertilidade dos machos da espécie (leia mais aqui). Em meio à discussão do uso ou não de sacolas plásticas, outro núcleo trabalha na manipulação de uma bactéria para produção de plástico biodegradável, enquanto um convênio já trabalha com estudo de implantações de um sistema de detecção de imunodeficiências congênitas em crianças recém-nascidas (saiba mais).

O estande da Faculdade de Educação (FE), organizado pelo professor Maurício Pietrocola também fará parte do evento. “Ficamos surpresos com o convite da Pró-Reitoria [de Pesquisa], porque o comum nesses casos é a exibição de trabalhos voltados para as Ciências Naturais e Tecnologia, não os de Humanas, mas resolvemos aceitar o desafio”, afirma Maurício, graduado em Licenciatura em Física, pela USP.“A FE exporá estratégias pioneiras de ensino, metodologias, políticas educacionais concretas. Uma das pesquisas foca na capacitação continuada de professores para uso de informática no ensino, através de ferramentas moodle”, detalha.

Um dos destaques da unidade é um trabalho realizado para a empresa de brinquedos Lego. “Sabendo que uma das linhas da fabricante é voltada ao uso na robótica, desenvolvemos um aperfeiçoamento de kits dessas peças para uso no processo educativo”.

A USPiTec, que tem previsão de ocorrer em período bienal, será oficialmente inaugurada na quinta-feira, dia 23, a partir das 13 horas, com a palestra magna “O que nos ensinam os pioneiros brasileiros?”, ministrada pelo professor Jacques Marcovitch. Os estandes receberão visitantes das 12 às 20 horas.

Mais informações, fichas de inscrição para as palestras e conferências e agenda completa estão disponíveis no site oficial da Feira de Inovação e Empreendedorismo. 

.