Trabalho sobre complexidade cultural é premiado na Semana de Pesquisa da ECA

Publicado em Pesquisa por em

Bruna Alencar / Laboratório Agência de Comunicação

O aluno Hadriel Theodoro, do Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turismo (CRP), orientado pelo professor  Vinícius Romanini, do Departamento de Comunicações e Artes (CCA),  recebeu menção honrosa pelo trabalho apresentado na  III Semana de Pesquisa da ECA.

De acordo com Hadriel a ideia que norteou o trabalho surgiu quando ele morou em Montreal (de setembro de 2010 a fevereiro de 2011) e notou o caráter heterogêneo da cidade, da cultura e de seus habitantes. No caso do Canadá, Hadriel relata que construiu um paralelo analítico entre a observação da cidade cosmopolita em que estava e os meios midiáticos, como, por exemplo, os outdoors. “Eu relatei que eram muito visuais os anúncios publicitários, quase sem nenhuma parte escrita, como se a imagem fosse o elemento principal na transmissão da mensagem”, comenta o jovem. “Foi aí que eu me indaguei: será que em ambientes plurais, complexos, multiculturais, a comunicação se comporta de um modo diferente? Esse foi o princípio da minha pesquisa de iniciação científica”, completa Hadriel.

O desenvolvimento da pesquisa

A captação e a abordagem dada à pesquisa partiu, segundo o entrevistado, por um levantamento bibliográfico de autores que abordavam a pós-modernidade e as culturas. Em seguida, ele começou a elaborar a parte teórica da pesquisa, ao mesmo tempo em que relacionava com os temas e a comunicação que seriam a base do trabalho.

Com o intuito de tornar seu projeto mais didático, claro e próximo da realidade vivenciada no dia a dia, ele optou por fazer um estudo empírico da comunicação em uma comunidade virtual. “Surgiu a ideia de estudar a comunicação em uma comunidade virtual, pois, em uma escala menor, ela também expressa a complexidade da contemporaneidade”, argumenta.

“Uma das maiores dificuldades nesse processo foi fazer o levantamento de mais de 2000 publicações dessa comunidade  – chama-se Seven-USP, e é composta majoritariamente por alunos LGBT da USP -, categorizá-las e analisá-las”, relata Hadriel.

A participação na III Semana de Pesquisa da ECA

“Eu penso que essa foi uma ótima oportunidade para eu expor os resultados da pesquisa”, comenta Hadriel sobre o convite da Comissão de Pesquisa da ECA.

Hadriel afirma que almeja seguir carreira acadêmica e que tem grande interesse em estudar a formação identitária e suas relações com a comunicação e adianta que esse pode vir a ser seu tema de trabalho de conclusão de curso.

A entrega do prêmio aconteceu,  no dia 27 de novembro, na reunião da Comissão de Pesquisa da ECA.

Mais informações: site www.eca.usp.br

.