Professora da FFLCH faz tradução de obra teatral de Maiakóvski

Publicado em Artes por em

A Editora 34 traz, pela primeira vez ao público brasileiro, a versão final do texto teatral Mistério-bufo, feito em 1921 por Vladímir Maiakóvski. A tradução para o português foi feita integralmente pela professora Arlete Cavaliere, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da USP. O texto é uma fantasia alegórica da Revolução Russa e de seus primeiros desdobramentos, escrito no calor da hora.

Figura maior da literatura de vanguarda, para quem a arte e a política deviam andar sempre juntas, Vladímir Maiakóvski (1893-1930) tornou-se conhecido no Brasil sobretudo por sua poesia, graças, em grande parte, à pioneira tradução de seus versos feita em 1967 por Boris Schnaiderman e os irmãos Augusto e Haroldo de Campos.

Mistura de comédia, crítica social e crônica paródica da história contemporânea, Mistério-bufo combina alusões à Bíblia com cenas e rimas das mais inusitadas — marcas de oralidade que o autor resgata do teatro de feira e do circo —, e sintetiza uma série de experimentações do poeta. Maiakóvski traça, neste volume, um retrato vertiginoso e bem-humorado de um tempo que se propôs a reinventar radicalmente a vida.

Mais informações: site http://comunicacao.fflch.usp.br

.