Orquestra de Câmara da ECA se apresenta no MASP com grandes nomes do violão

Publicado em Artes por em

Do Jornal da USP

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Irmãos Sérgio e Odair Assad

A Orquestra de Câmara da Escola de Comunicações e Artes (Ocam) da USP participa de dois concertos que integram a programação do Festival Internacional de Violão Leo Brouwer, nos dias 6 e 8 de novembro. Com atividades artísticas e acadêmicas, o festival traz a São Paulo grandes violonistas para recitais, concertos, palestras e masterclasses. Nesta quarta edição do evento, quem toca ao lado da Ocam são os músicos Sérgio e Odair Assad, Jorge Caballero e David Russell.

Os brasileiros Sérgio e Odair Assad, irmãos que juntos formam o Duo Assad, participam de concerto com a Ocam no dia 6, às 20h30. Sérgio e Odair fazem parte de uma família com forte tradição musical – Badi Assad é sua irmã mais nova e parte de seus filhos também seguiu carreira na música. Eles estudaram o instrumento ainda jovens, com Monina Távora, uma discípula de Andrés Segovia (violonista e compositor espanhol que levou o instrumento para as salas de concerto nas primeiras décadas do século 20 e é considerado o “pai” do violão erudito). Mais tarde, o Duo Assad foi reconhecido internacionalmente por estabelecer padrões inovadores de interpretação musical e influenciou vastamente a criação de peças para dois violões. Astor Piazzolla e Radamés Gnattali foram alguns que compuseram músicas especialmente para o dueto.

Segundo Gil Jardim, regente e coordenador da Ocam, o espetáculo terá início com o recital do Duo Assad, que tocará Invierno Porteño e Verano Porteño. As duas peças fazem parte do conjunto Las Cuatro Estaciones Porteñas, composto por Piazzolla entre 1965 e 1970, com o objetivo de “descrever” as estações do ano em Buenos Aires.

É apenas depois do recital que a orquestra entra em cena, para a execução de Back to our Roots, composição do próprio Sérgio Assad que data de 1952.

Foto: Fadi Kheir
Foto: Fadi Kheir
O escocês David Russell se apresenta com a Ocam no dia 8

No dia 8, também às 20h30, a Ocam volta ao palco para um encontro com o peruano Jorge Caballero e o escocês David Russell. O trabalho premiado de Caballero inclui um vasto repertório, que vai da música renascentista às composições contemporâneas do argentino Alberto Ginastera e do vanguardista italiano Luciano Berio. O violonista peruano já se apresentou como solista junto a orquestras como a Filarmônica de Los Angeles (EUA), a Filarmônica de Nápoles (Itália) e a Sinfônica Presidencial de Ancara (Turquia). Já Russell foi vencedor do Grammy de melhor solista instrumental de música clássica em 2005, pelo disco Aire Latino, e é membro da Royal Academy of Music de Londres, no Reino Unido.

O concerto, que encerra as atividades do Festival Leo Brouwer, terá no programa a Sinfonietta no. 1 de Heitor Villa-Lobos. Na sequência, o Concierto Elegiaco, composto pelo músico que empresta o nome ao evento, será executado com solo de Caballero e Concierto de Aranjuez, de Joaquin Rodrigo, terá Russell como solista.

Os dois concertos terão a regência do maestro Gil Jardim e serão realizados no auditório do Masp (avenida Paulista, 1.578, Cerqueira César, São Paulo, tel. 3251-5644, 368 lugares). Os ingressos para as apresentações custam R$ 10 e podem ser adquiridos somente na bilheteria do museu, de terça-feira a domingo, das 10h às 17h30.

.