Centro de Estudos da Metrópole produz estudo sobre disposição urbana de São Paulo

Publicado em Sociedade por em

Está disponível no site do Centro de Estudos da Metrópole (CEM) o estudo “Diagnóstico dos assentamentos precários nos municípios da Macrometrópole Paulista”. O trabalho foi coordenado pelo professor Eduardo César Leão Marques, do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

Trata-se de um estudo de transferência feito para a Fundação de Desenvolvimento Administrativo (FUNDAP), que atualizou o trabalho desenvolvido anteriormente para o Ministério das Cidades, com a construção de metodologia de estimação própria e a utilização do Censo de 2010.

Os resultados indicam que houve aumento de assentamentos precários na Região Metropolitana da Baixada Santista (de 18,1% para 20,5%) e na Região Metropolitana de Campinas (de 9,9% para 14,4%). Por outro lado, os relatórios apontam diminuição na Região Metropolitana de São Paulo (de 15% para 14,5%). Em termos proporcionais, a população nesse tipo de assentamento passou de 13,5% para 14,3% no Estado de São Paulo.

Os dois relatórios podem ser encontradas na íntegra na página do CEM, instituição de pesquisa avançada em ciências sociais, que investiga temáticas relacionadas a desigualdades e à formulação de políticas públicas nas metrópoles contemporâneas. Os departamento de Sociologia e de Ciência Política e o Núcleo de Estudos Comparados e Internacionais (NECI) da FFLCH estão entre as instituições associadas ao Centro.

Com informações da Assessoria de Imprensa do CEM

Mais informações: site http://www.fflch.usp.br/centrodametropole/1191

.